FEMINICIDIO

Alunos de Guarujá lançam foguete na Praia da Enseada

Iniciativa faz parte da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) e da Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG)

Comentar
Compartilhar
24 MAI 2019Por Da Reportagem19h33
Mais de 3.600 alunos de Guarujá participaram da Olimpíada BrasileiraFoto: Divulgação/PMG

Contagem regressiva: 3, 2, 1... e foguete aos céus de Guarujá!. No último dia 22, cerca de 50 alunos de 8º e 9º anos, da Escola Municipal Francisco Figueiredo (Santa Clara) lançaram foguetes em plena Praia da Enseada, em frente à Praça Horácio Lafer. Dos 30 foguetes lançados, o da aluna Andressa Alves dos Santos, do 9°ano B foi o que atingiu a melhor marca: 142 metros de distância.

Na confecção dos foguetes, os estudantes utilizaram garrafas pet, fita adesiva e papelão. Mas, para conseguir mandar o foguete para bem longe, foi necessário uma bomba como aquelas usadas para encher pneus. Fixada a uma base de PVC, ao bombear o foguete, o ar comprimido com um pouco de água dentro da garrafa permitem o seu lançamento. A distância atingida por pôde ser verificada através uma de régua gigante na faixa de areia.

Segundo o professor de Geografia da EM Francisco Figueiredo, Ednaldo de Morais Martins, a iniciativa já é tradição na Unidade. "Todos os anos nós fazemos isso. Aqui a gente mostra na prática o que eles aprendem em sala de aula". A iniciativa fez parte da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) e da Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG).

"Estudar astronomia e astronáutica, também envolve demais disciplinas como matemática, ciências, entre outras. Este sem dúvida é um importante apoio da Sedel aos nossos alunos", conta o coordenador de Geografia e História de Guarujá, Romualdo Bellomusto.

Mais de 3.600 alunos de Guarujá, representando 19 escolas de ensino fundamental I e II da rede municipal participaram da Olimpíada Brasileira, que aconteceu no último dia 17. A prova deste ano teve uma única fase, sendo composta por dez questões.

Já a MobFog, ela ainda acontece nas 19 escolas da rede municipal, conforme cronograma da própria unidade. Podem participar estudantes do 1º ao último ano do ensino médio. Ao final da Mostra, alunos, professores e diretores de Guarujá receberão certificados.

De acordo com o vice-prefeito e secretário de Educação, Esporte e Lazer (Sedel), Renato Pietropaolo, "tanto a OBA quanto a MOBFOG tem por objetivo fomentar o interesse dos jovens pela Astronomia, Astronáutica e ciências afins, além de promover a difusão dos conhecimentos básicos, através de uma forma lúdica e cooperativa".

A Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) é organizada pela Sociedade Astronômica Brasileira (SAB) e Agência Espacial Brasileira (AEB), com recursos principalmente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, órgão vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e inovação, MCTI.

Colunas

Contraponto