Aluno emociona professores ao tocar piano durante aula remota em Guarujá

Educadores ficaram surpresos com a qualidade musical de Domini Miguel Santana Chaves, 13 anos, aluno da EM Dirce Valério

Comentar
Compartilhar
26 ABR 2021Por Da Reportagem21h04
O momento inusitado aconteceu durante uma aula teórica para o 8° ano sobre sons, timbre e intensidade das notas musicaisO momento inusitado aconteceu durante uma aula teórica para o 8° ano sobre sons, timbre e intensidade das notas musicaisFoto: Divulgação/PMG

O Aluno da Escola Municipal Professora Dirce Valério Gracia (Jardim Tejereba), em Guarujá, Domini Miguel Santana Chaves, 13 anos, nunca fez aulas de piano. Mas na última semana, durante uma aula remota, os professores de Arte da Prefeitura, Adonis Xavier de Souza e Luciana de Queiroz Giuzio, se emocionaram ao final da atividade, quando o autista Domini começou a tocar piano. O olhar apurado ao ouvir o irmão mais velho tocar o instrumento e a memorização das notas foram essenciais para que ele aprendesse a tocar.

A aula acontecia por meio da plataforma Zoom e perto do encerramento os professores perguntaram quem possuía instrumento musical e se sabiam tocar algo. Em seguida, o aluno logo começou a dedilhar o instrumento entoando a música: "Minha Canção", conhecida na voz do grupo Os Saltimbancos. Surpresos com a cena, os educadores pediram para que ele repetisse, o que gerou vários elogios de toda a turma.

"Que qualidade musical!", se admirou Adonis, que tem cinco anos de rede municipal e também dá aulas na Escola Municipal Benedicta Blac (no Perequê). Impressionado pelo fato do aluno não conhecer as cifras musicais, o educador já se colocou à disposição para auxiliá-lo na música. "Ele tem futuro, pois é bastante ritmado e dono de uma métrica absolutamente correta", garantiu Adonis, que tem formação e especialização na área musical.

O momento inusitado aconteceu durante uma aula teórica para o 8° ano sobre sons, timbre e intensidade das notas musicais. Adonis já conhecia os colegas de classe de Domini quando estavam no 6° ano. "Eu ainda não o conhecia por ele ter vindo de outra escola e, tampouco, sabia que era autista". O jovem autista ingressou neste ano na rede municipal de ensino.

Luciana Raquel Santana Chaves, 42 anos, é mãe de Domini Miguel. Ela não chegou a ver o momento, mas conta que o próprio filho lhe relatou o fato. "Ele achou que ninguém o ouvia, mas ao ser elogiado pelos professores, o Domini, que é bastante inseguro, ficou bastante empolgado".

A mãe explica ainda que Domini possui déficit de atenção e, por isso, perde o foco facilmente nas coisas. "Mesmo não conhecendo partituras, ele tem um grande interesse por música e aprendeu só de olhar". A família mora no bairro Balneário Cidade Atlântica, e o irmão faz aulas de piano no Teatro Municipal Procópio Ferreira.

A professora de Artes, Luciana Giuzio, que lecionava junto com Adonis também se surpreendeu com o estudante tocando. "Foi emocionante! Até porque nós, professores de Arte, somos mais sensíveis (risos). Não sabia que Domini é autista e achei de uma tamanha sensibilidade quando ele disse que aprendeu a tocar só de ouvir o irmão. E foi tão bonito ver depois o Domini e o Adonis encerrarem a aula tocando juntos".