Alckmin anuncia autorização para ampliação do acesso ao Porto de Santos

As intervenções da chamada 'Entrada de Santos' vão separar o fluxo dos veículos de carga e os carros de passeio na chegada à Baixada Santista

Comentar
Compartilhar
04 ABR 2018Por Da Reportagem15h36
Anúncio foi feito na manhã desta quarta-feira (4)Foto: Divulgação/Governo do Estado

O governador Geraldo Alckmin anunciou nesta quarta-feira autorização para inclusão, no contrato de concessões da Ecovias, do início das intervenções viárias de ampliação do acesso ao Porto de Santos (conexão porto-cidade). Com a autorização, a ARTESP adotará as demais medidas necessárias e a Concessionária começará a preparação do canteiro para que as máquinas estejam em operação ainda em abril.

A chamada "Entrada de Santos" vai separar o fluxo de entrada e saída do Porto, composto predominantemente por caminhões, do tráfego que entra e sai da cidade, no qual prevalecem os veículos leves. As obras serão executadas pela concessionária Ecovias na Rodovia Anchieta (SP-150) e visam melhorar a fluidez viária e a qualidade de vida na região. Com investimento de R$ 260,7 milhões – valor proveniente da receita do pedágio –, a previsão é que as obras sejam concluídas em 36 meses.

"É uma intervenção histórica, que engloba viadutos, eliminação de semáforos, marginais mais as obras da prefeitura. Isso terá um efeito extremamente relevante na chegada a Santos e ao Porto", afirmou o governador. Alckmin lembrou que não haverá dinheiro do Estado nas obras – todas ficarão a cargo da Concessionária, cujo contrato com o governo será estendido para contemplar o pacote.

As intervenções incluem reformulação dos acessos aos bairros lindeiros à SP-150 (Via Anchieta), zona industrial da Alemoa, área portuária e as cidades de Santos e São Vicente (Via Av. Nossa Senhora de Fátima) e contemplam a construção de:

- Vias locais de acesso aos bairros Jd. Piratininga, Jd. São Manoel e São Jorge.

- Três viadutos, sendo: Viaduto Piratininga – Km 62, Viaduto Alemoa – km 64,5 e Viaduto Ariosto P. Guimarães (pista sul) – km 65.

- Ciclovia do km 60 ao km 65, ligando os bairros do Jardim Casqueiro e Vila dos Pescadores à malha cicloviária de Santos. A implantação da ciclovia atende o fluxo de ciclistas entre os bairros, distritos industriais e empresas permitindo acesso seguro na região.

- Duas passarelas no km 62,5 e km 64,3.

A implantação do viaduto na Av. Nossa Senhora de Fátima, a cargo da Prefeitura Municipal de Santos, possibilitará a retirada do semáforo instalado na entrada da cidade e, com isso, levará à melhoria no acesso da Via Anchieta aos bairros do entorno e à zona portuária. Ficará a cargo da Prefeitura de Santos também a interligação da Marginal Sul da via Anchieta com a Rua Júlia Ferreira de Carvalho, via ponte sobre o Rio São Jorge. Já a CODESP será responsável por fazer a interligação da Via Anchieta à Avenida Perimetral da Margem Direita. O conjunto dessas intervenções vai aumentar a capacidade de tráfego na região e trazer mais segurança e conforto aos usuários da rodovia.

O pacote de obras atende às demandas de ampliação do Porto de Santos, conferindo maior fluidez e segurança para todos os usuários do Sistema Anchieta-Imigrantes. As melhorias tornarão o acesso ao porto mais ágil, reduzindo custos operacionais, e potencializarão o crescimento econômico regional e nacional, já que se trata do maior porto do País. Para os moradores da região, os congestionamentos serão reduzidos com a segregação do tráfego de cargas e de passageiros e, consequentemente, haverá diminuição do consumo de combustível e da emissão de poluentes.