Alagamentos preocupam moradores em bairro de Mongaguá

Comentar
Compartilhar
09 AGO 2020Por Nayara Martins11h03
A situação em Mongaguá já havia sido denunciada em matéria publicada no Diário do Litoral, no dia 4 de fevereiro deste anoFoto: NAIR BUENO/DIÁRIO DO LITORAL

Moradores da Avenida Nove de Julho, no bairro Jardim Praia Grande, em Mongaguá, estão cansados de enfrentar problemas com constantes alagamentos provocados pelas chuvas. Além de conviver com uma vala a céu aberto, na esquina entre as avenidas Nove de Julho e do Estado, no bairro.

A afirmação é do autônomo Manoel João Ferreira, de 69 anos, que mora na esquina entre as duas avenidas. "Já fiz diversas reclamações à Prefeitura e à Sabesp, mas ninguém resolve a situação".

Segundo ele, a Prefeitura de Mongaguá realizou um serviço, há cerca de dois meses, e instalou algumas tubulações na avenida do Estado, mas não resolveu o problema.

"Já reclamei à Sabesp, para realizar a ligação de esgoto na minha residência, mas eles dizem que não é possível, devido à vala com mais de um metro de largura, localizada na lateral da casa. A prefeitura teria que instalar uma manilha e aterrar esse trecho, para colocar a tubulação e fazer a ligação de esgoto na rede da Sabesp", explica.

Outra moradora, que reside na avenida do Estado, é a dona de casa Lourdes Vieira (68). Ela conta que o problema de alagamentos existe há mais de 20 anos. "Com a chuva, a inundação nas duas avenidas fica pior e as águas chegam a entrar em casa. O serviço feito pela Prefeitura não adiantou", ressalta.

Mais uma preocupação dos moradores na avenida Nove de Julho é a falta de água no local. A moradora Marisa Augusta de Moraes (34), há 18 anos na avenida, afirma que há cinco dias está sem o abastecimento de água na residência.

"Somos cinco pessoas, incluindo uma cadeirante, e não temos água nas torneiras. Já reclamamos à Sabesp, mas até o momento, não teve uma solução".

OUTRO LADO

A Prefeitura de Mongaguá informa que realizou diversos serviços na Avenida 9 de Julho e Avenida do Estado, no Jardim Praia Grande, há cerca de 30 dias. Foram executados os serviços de limpeza de vala, na avenida 9 de Julho; troca de tubulação na avenida do Estado, elevação de passagens na via de rodagem e desobstrução de córregos e valas nas adjacências.

Quanto às árvores da Praça Olavo Bilac, a equipe técnica do Departamento de Meio Ambiente diz que as árvores que apresentam risco de queda serão removidas e, no local, serão plantadas espécies nativas. A Sabesp esclarece que não havia nenhum registro nos canais de atendimento da Companhia sobre as duas situações.