X
Cotidiano

Água suja suspende aula em escola na Zona Noroeste, em Santos

Orientadora educacional fica indignada com a falta de orientação da Sabesp. "Não podemos permitir que alunos bebam"

Imagens enviadas à Reportagem mostram a situação da água que abastece a escola e residências / Divulgação

Uma água fétida, cheirando a esgoto, começou a sair pelas torneiras e chuveiros de dezenas de imóveis no Dique da Vila Gilda, na Zona Noroeste, em Santos. A situação foi tão grave que as aulas da Unidade Municipal de Ensino Pedro Crescenti, do Jardim Rádio Clube, tiveram que ser suspensas.

A Reportagem conversou com a orientadora educacional da escola, Andréa Braga Salgueiro, que se mostrou bastante indignada com a situação, principalmente após tentar buscar orientação e receber uma pouco satisfatória em relação à saúde pública.

"A sugestão foi apenas deixássemos as caixas esvaziarem e encherem, com água renovada, que o problema estaria resolvido".

Andréa revela que o problema vem desde segunda-feira (13), quando soube, por intermédio de moradores do entorno da escola, que a água estava saindo escura e fétida. "A Sabesp foi acionada e informou que havia rompido alguns canos de esgoto e contaminado a água potável", explica a orientadora.

Andréa afirma que a direção da escola fechou os registros para que mais água contaminada não continuasse a atingir a caixa d´agua da unidade. "Mas a água escura continuou a sair pela torneiras. Não tivemos nenhuma orientação da Sabesp de como proceder nessas situações. Não podemos permitir que alunos bebam essa água e nem promovam a higiene pessoal. Além disso, os moradores do entorno também estão sob perigo de contaminação, pois precisam cozinhar, tomar banho, enfim. Nem todo mundo pode comprar água", explica.

A educadora gostaria de saber da concessionária como deve agir. Se a caixa tem que receber tratamento especial para descontaminação. Se a tubulação deveria também ser higienizada e quem pagará o prejuízo. "Será cobrada a conta por esvaziarmos as caixas de 45 mil litros só aqui na escola?", afirma.

SABESP.

A Sabesp informa que foi identificado no início da tarde de segunda-feira (13) que a água distribuída a parte dos moradores da Zona Noroeste de Santos estava com alteração da cor. Imediatamente os técnicos da empresa se deslocaram para o local, isolaram o trecho afetado e realizaram manutenções operacionais para a normalização da situação.

A empresa ressalta que não foi detectada a contaminação ou relação com esgoto que impedisse a potabilidade da água, visto se tratar de tubulações independentes. "Na manhã de terça-feira (14) e desta quarta-feira (15), as equipes retornaram ao local e, após novas vistorias, reafirmam que a água distribuída à população está com a qualidade habitual", finaliza a Sabesp. (Carlos Ratton)

 

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Brasil

Para o Natal: bolo de bolacha da Ana Maria Braga vira febre na internet; veja a receita

A sobremesa rende até 11 porções

Brasil

Governo: Mário Frias contrata por quase R$ 4 milhões empresa sem licitação e sem funcionários

A sede da empresa seria uma caixa postal em um escritório virtual a 2.400 km do Rio de Janeiro

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software