Água brasileira tem 27 agrotóxicos; 16 são altamente periculosos

Uma em cada quatro cidades brasileiras oferece diariamente aos seus moradores um coquetel de agrotóxicos, diretamente na torneira

Comentar
Compartilhar
01 MAI 2019Por Nilson Regalado07h00
A água servida nas cidades brasileiras está se transformando em um coquetel de venenos agrícolasFoto: Agência Brasil

A água servida nas cidades brasileiras está se transformando em um coquetel de venenos agrícolas. Estudo revelado no último dia 23 acusou a presença de 27 pesticidas na água fornecida aos consumidores de 1.396 municípios do País. Ou seja, uma em cada quatro cidades brasileiras oferece diariamente aos seus moradores um coquetel de agrotóxicos, diretamente na torneira.

Dos 27 venenos agrícolas encontrados na rede de abastecimento de água, 16 estão classificados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) como altamente tóxicos e 11 são associados ao desenvolvimento de doenças crônicas como câncer, malformação fetal e disfunções hormonais.

O estudo foi feito com base em dados oficiais do Ministério da Saúde, reunidos pela ONG Repórter Brasil, pela Agência Pública e pela organização suíça Public Eye.

Segundo o levantamento, em 2014, 75% dos testes detectaram agrotóxicos na água dos municípios avaliados, índice que subiu para 92% em 2018. Ao menos 11 capitais apresentam contaminação múltipla.

Campeão mundial na utilização de venenos agrícolas, o Brasil autorizou o uso de 152 novos pesticidas e herbicidas só nos primeiros 100 dias de Governo Bolsonaro. Despejado nas plantas, o agrotóxico penetra no solo e atinge o lençol freático, ou escorre das folhas para os rios com a chuva. Os agrotóxicos também contaminam o ar e são prejudiciais à fauna.

Menos pinhão...

Duas geadas seguidas, ainda em 2017, prejudicaram as araucárias nativas do Rio Grande do Sul. Como o ciclo de produção dos pinhões pela árvore é de dois anos e meio, os reflexos surgem agora.

...na Festa Junina

Resultado: a produção gaúcha vai cair 60% em relação a 2018. E os preços saltaram 230% no Estado. O Rio Grande é um dos líderes na produção de pinhão no Brasil, iguaria das mais tradicionais nas Festas Juninas, especialmente no Sul e Sudeste. A araucária, árvore símbolo do Paraná, é o único pinheiro genuinamente brasileiro.

Filosofia do campo:

"O opressor não seria tão forte se não tivesse cúmplices entre os próprios oprimidos", Simone de Beauvoir (1908/1986), filósofa, escritora e feminista francesa.

Colunas

Contraponto