Agricultores de Guarujá e Região participam de curso de olericultura orgânica

As aulas acontecem na área rural de Guarujá, na Serra do Guararu.

Comentar
Compartilhar
22 ABR 201515h56

Um grupo formado por 20 agricultores de Guarujá e Região participam do curso de olericultura orgânica, técnica de cultivo de verduras, legumes ou hortaliças. A iniciativa é da Prefeitura de Guarujá, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Portuário, e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar). As aulas acontecem na área rural de Guarujá, na Serra do Guararu.

Nos dias 14 e 15 de abril, foram realizadas aulas práticas e teóricas de compostagem. Na oportunidade, os alunos aprenderam técnica de Bokashi, um adubo orgânico fermentado, que melhora as propriedades do solo. No último módulo, eles trabalharam com a técnica de fazer biofertilizante a partir de esterco de vaca.

As atividades foram acompanhadas pelo diretor de Economia Solidária, Pesca e Aquicultura da Prefeitura, Ricardo Lousada. “Nosso objetivo é capacitar os produtores rurais e periurbanos do Município na produção de olerícolas em sistema orgânico, visando a obtenção de produtos saudáveis, competitivos no mercado e de menor agressão ao meio ambiente”, explicou.

Dividido em nove módulos, que seguem até outubro, o curso conta com a participação de integrantes da Associação dos Agricultores Familiares de Guarujá (AAFAG) e da horta orgânica solidária de Santa Cruz dos Navegantes; moradores de Mangue Seco e Prainha Branca interessados em implantar hortas comunitárias, além de alunos de Santos e Itanhaém.

A prova final do curso será a colheita de uma safra de produtos orgânicos cultivados pelos alunos. A presidente da AAFAG, Katia Sasahara, está confiante nos resultados. “Acho que conseguiremos avançar na agricultura orgânica e abrir um novo leque de oportunidades para comercializarmos nossos produtos, além de conhecer novas técnicas agrícolas.”

Já o agricultor Claudinei Nakai considera a olericultura orgânica um mercado em plena expansão para produtos agrícolas. “A agricultura está caminhando para esse lado da produção de produtos orgânicos. É um caminho natural e quem não entrar vai ficar fora do mercado. O nosso futuro vai ser esse”, acredita.