Acusado de agredir coronel da PM é solto

A decisão do juiz Alberto Anderson Filho, da 1.ª Vara do Júri da Capital Paulista, veio 13 dias após a prisão em flagrante do universitário durante uma manifestação no dia 25

Comentar
Compartilhar
07 NOV 201321h18

A Justiça concedeu liberdade provisória ao estudante Paulo Henrique Santiago dos Santos, de 22 anos, preso por tentativa de homicídio do coronel da Polícia Militar (PM) Reynaldo Simões Rossi. A decisão do juiz Alberto Anderson Filho, da 1.ª Vara do Júri da Capital Paulista, veio 13 dias após a prisão em flagrante do universitário durante uma manifestação no dia 25.

De acordo com o despacho de Anderson Filho, não havia justificativa para que Santos permanecesse preso, uma vez já que o Ministério Público (MP) não o denunciou por falta de provas e pediu novas diligências para esclarecimento do caso.

O universitário deve ser solto até este sábado, 9. Santos teve três pedidos de liberdade negados. No quarto, foi incluído parecer do perito Ricardo Molina sobre um vídeo que prova que ele não aparece em nenhum momento perto do policial.

Momento da agressão ao coronel da Polícia Militar (PM), Reynaldo Simões Rossi (Foto: Inácio Teixeira/Coperphoto)