Acordo de paz na Ucrânia é de interesse comum, diz Hollande

O presidente da França falou com repórteres após uma reunião nesta terça-feira com o presidente da Romênia, Klaus Iohannis

Comentar
Compartilhar
10 FEV 201517h32

O presidente da França, François Hollande, afirmou estar determinado em fazer dar certo as negociações de paz da Ucrânia, mas sem qualquer certeza antes de uma reunião em Minsk com os líderes de Rússia, Ucrânia e Alemanha marcada para esta quarta-feira. "É de interesse comum chegarmos a um acordo global", disse.

Hollande falou com repórteres após uma reunião nesta terça-feira com o presidente da Romênia, Klaus Iohannis, país vizinho da Ucrânia, por conta do aumento dos combates no leste do país. Ele também destacou o "benefício" econômico de retomar relações comerciais normais com a Rússia.

Segundo o Ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Frank Steinmeier, ocorrerá na noite desta terça-feira uma reunião entre os chefes da diplomacia dos quatro países para pavimentar o caminho para a cúpula de líderes que acontece amanhã.

François Hollande disse que o acordo de paz na Ucrânia é de interesse comum (Foto: Divulgação)

Hollande afirmou que conversará por telefone com a chanceler alemã, Angela Merkel, antes de retomar as negociações de paz.

O Ministro de Relações Exteriores francês, Laurent Fabius, disse que a França defende cinco princípios fundamentais como base para as negociações: um cessar-fogo imediato, a retirada rápida de armas pesadas, um controle eficaz das fronteiras entre Ucrânia e Rússia, o respeito da soberania ucraniana e a criação de um status específico para a população do leste da Ucrânia. "Queremos dar todas as chances para a paz e a diplomacia", afirmou.

Colunas

Contraponto