Acidentes domésticos? Saiba como se proteger e atuar nestas situações, principalmente na quarentena

Corpo de Bombeiros dá dicas à população de como agir em acidentes dentro de casa, e também a forma de evitá-los

Comentar
Compartilhar
12 JUN 2020Por Da Reportagem16h12
Uma das recomendações é manter casa bem iluminada, o que pode ajudar a evitar queda de idososFoto: Daniel Mello/Agência Brasil

Durante a quarentena a maior parte da população está dentro de casa, um local muitas vezes seguro, mas que pode apresentar riscos. Para evitar acidentes domésticos e também atuar da forma correta quando eles ocorrem, o Corpo de Bombeiro dá algumas dicas.

As informações foram divulgadas nesta sexta-feira (12) pela Secretaria da Segurança Pública (SSP). 

O primeiro passo é analisar a gravidade da ocorrência. Se for grave, a orientação é sempre chamar a emergência por meio do telefone 193. Para isso, é preciso ter muita calma e passar o endereço correto, como o nome da cidade, rua, número e algum ponto de referência.

"Em casos em que a vítima está desacordada, sem respiração ou agonizando para respirar, além de acionar os bombeiros, é necessário realizar a massagem cardiorrespiratória. Para executar o procedimento basta deitar a pessoa de costas, numa superfície rígida, e depois posicionar seus braços estendidos, com os dedos entrelaçados, no centro do tórax da vítima, entre os mamilos", diz a SSP. 

Feito isso, utilize o peso do seu corpo e inicie compressões torácicas de forma rápida e forte. Essa manobra deve ser efetuada com frequência mínima de 100 compressões por minuto até que permita o retorno total da parede torácica da vítima. É importante que isso seja feito sem interrupção até a chegada do socorro.

Crianças

"As crianças são alvos fáceis dos acidente domésticos, por isso, tome nota! É essencial a instalação de portões nas extremidades das escadas e de proteções nas tomadas elétricas. Outra dica importante é retirar dos berços e cercadinhos qualquer objeto que possa sufocar o bebê, como almofadas, cobertores soltos, bichos de pelúcia e protetores", diz a pasta do governo paulista. 

A atenção também deve ser redobrada quanto a objetos pequenos, como botões e moedas, no chão ou em cima de mesas e locais baixos. Eles podem vir a asfixiar a criança.

Idosos

Os adultos também merecem cuidados, especialmente os mais velhos. Cerca de 75% das quedas de idosos acontecem no próprio lar. Sendo assim, alguns cuidados podem evitar ocorrências graves.

Para isso, mantenha a casa bem iluminada. Uma boa ideia é instalar abajures e telefones próximos à cama. A ida ao banheiro também pode ser perigosa, por isso é importante a instalação de barras fixas ao lado do chuveiro e do vaso sanitário. Ainda se necessário, recomenda-se o o banho sentado para evitar quedas.

Outra medida é o uso da escada doméstica e nunca de banquetas para acessar armários ou trocar lâmpadas. Além disso, é preciso estar atento a ambientes molhados e encerados e tentar ao máximo não colocar tapetes soltos ao lado de escadas e corredores.

Por último, vale uma atenção especial aos chinelos e sapatos utilizados. Se estiverem inadequados ou em más condições, eles podem causar quedas e acidentes graves.