Aberta licitação para etapa 3 de obras da entrada de Santos

A previsão é que as obras comecem no segundo semestre deste ano

Comentar
Compartilhar
02 ABR 2018Por Da Reportagem21h28
Edital foi publicado no Diário Oficial desta segunda-feira (2)Foto: Rodrigo Montaldi/DL

Construção de viaduto no encontro das avenidas Nossa Senhora de Fátima e Martins Fontes, para eliminar semáforos e remodelação do sistema de drenagem do Saboó, visando melhor eficiência no escoamento das águas pluviais. Estes são os pontos principais do edital publicado no Diário Oficial desta segunda-feira (2) para definir a empresa que fará a etapa 3 das obras da entrada da cidade.

A previsão é que as obras comecem no segundo semestre deste ano. Com prazo de execução de 42 meses, o custo total estimado para os serviços é de R$ 105 milhões. A etapa 3 envolve execução de calçadas, terraplenagem, geotecnia, pavimentação. Além de infraestrutura para iluminação e sinalização para readequação de vias de transporte coletivo na Zona Noroeste.

Drenagem

Hoje o escoamento das águas pluviais do Saboó segue em direção à vala da marginal direita da Via Anchieta. Com as intervenções propostas o sistema será alterado. Novas redes de drenagem vão conduzir essas águas para o Rio Lenheiros (depois do campo das categorias de base do Santos Futebol Clube), que corre em direção ao mar.

Para tanto o projeto prevê a recuperação de duas galerias paralelas da Martins Fontes e construção de uma nova galeria longitudinal na pista ao lado do muro da ferrovia, entre a Rua Caraguatatuba e o Rio Lenheiros. A obra envolve ainda a recuperação da ponte sobre o Rio Lenheiros, com aumento da largura do rio, para aumentar a sua vazão.

A macrodrenagem será completada com as intervenções que competem ao Estado na remodelação da entrada da cidade. Os trabalhos ficarão sob a responsabilidade da Ecovias, concessionária do sistema Anchieta-Imigrantes. Para minimizar os efeitos da chuva no local haverá a troca das tubulações. Dutos que hoje tem no máximo 80 cm de diâmetro serão substituídos por outros com até cinco vezes mais capacidade de vazão do fluxo de água.

Viaduto

O viaduto terá 395 metros de extensão e 3,9 mil m2 de área. Seu projeto tem 111 desenhos e 19 documentos técnicos (861 páginas). Ele vai acabar com os congestionamentos na entrada da cidade. Estudos minuciosos e detalhados, os projetos foram desenvolvidos pela Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A), com acompanhamento de técnicos da Prefeitura.

Quem estiver trafegando no sentido Santos/São Vicente, vai acessar a Avenida Nossa Senhora de Fátima por meio do viaduto. Já o fluxo de veículos que vem de Cubatão/SP passará por baixo do viaduto. Para a construção do viaduto será necessário remover interferências das redes de concessionárias de energia, água e gás do local.

Outras etapas

A primeira fase das obras da entrada da cidade, que envolve os corredores de ônibus tem 80% dos serviços executados. A segunda etapa teve os serviços iniciados em março. As obras da entrada da cidade são um investimento de R$ 290 milhões. Têm financiamento aprovado pelo Ministério das Cidades, dentro do PAC-Transportes, com obras de infraestrutura viária para melhorias de mobilidade urbana. Os recursos são liberados pela Caixa Econômica Federal, de acordo com o andamento das obras.