X

Cotidiano

46 animais silvestres reabilitados foram soltos em Itanhaém

Desenvolvimento urbano desenfreado sobre as áreas naturais na vida estaria destruindo o habitat natural dos animais silvestres

Luana Fernandes

Publicado em 28/02/2024 às 11:09

Atualizado em 28/02/2024 às 13:05

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

46 animais silvestres reabilitados foram soltos em itanhaem (3) / Divulgação/Gremar

Siga as notícias do Diário do Litoral no Google Notícias

Em fevereiro, a natureza recebeu novamente 46 animais silvestres reabilitados pelo Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS) de Itanhaém. Após passarem por tratamentos na base, 33 aves, 12 mamíferos e um réptil foram devolvidos ao habitat natural.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

As solturas contemplaram animais de 16 espécies diferentes, entre filhotes órfãos e adultos debilitados. A maioria deles chegou ao CRAS durante a primavera de 2023, época em que usufruem das altas temperaturas e da grande oferta de alimento para se reproduzirem, porém, tornam-se mais suscetíveis ao impacto das ações humanas.

Entre as 33 aves, estavam oito andorinhões-do-temporal (Chaetura meridionalis), uma andorinha-grande (Progne chalybea), uma andorinha-do-campo (Progne tapera), quatro caburés (Glaucidium brasilianum), três canários-da-terra (Sicalis flaveola), dois bem-te-vis (Pitangus sulphuratus), um urubu-comum (Coragyps atratus), dois quiriquiris (Falco sparverius), quatro periquitos-ricos (Brotogeris tirica), um beija-flor tesoura (Eupetonema macroura), um bacurau (Nyctidromus abilcollis), três rolinhas-roxas (Columbina talpacoti) e dois avoantes (Zenaida auriculata).

Onze gambás-de-orelha-preta (Didelphis aurita) e um tamanduá-mirim (Tamandua tetradactyla) formaram o grupo de doze mamíferos soltos; e, por fim, um cágado-pescoço-de-cobra (Hydromedusa tectifera) representando o grupo dos répteis.

Trabalho do CRAS

O CRAS é um importante ponto estratégico para prestação dos primeiros atendimentos aos animais silvestres resgatados vivos que estejam aptos à reintrodução. Desde 2021, o equipamento conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Itanhaém, por meio da Secretaria de Meio Ambiente.

A estrutura dispõe de um ambulatório para atendimento, recintos para aves e tanques para répteis terrestres e pequenos mamíferos, além de servir como base avançada de apoio para ações de resposta à fauna, além de estudos e atividades de educação ambiental.

Cenário preocupante

O CRAS alerta para o impacto gerado pelo desenvolvimento urbano desenfreado sobre as áreas naturais na vida destes animais silvestres, que são cada vez mais vítimas da perda de habitat e aumento da pressão antrópica índice que combina indicadores de atividades agrícolas, pecuárias, extrativistas e de pressão populacional sobre os biomas, incluídas rodovias, áreas desmatadas e focos de calor.

Muitos desses animais são encontrados em estado crítico, em consequência, principalmente, de atropelamentos, interação com resíduos sólidos (ingestão lixo, linhas de pipa e pesca), ataques de animais domésticos e ferais, eletrocussão, intoxicação, colisão com vidraças e até mesmo maus tratos.

Em caso de avistamento de animal silvestre debilitado no município de Itanhaém (SP), o Instituto Gremar pode ser acionado de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h, pelos telefones (13) 3426-8168, (13) 99711-4120 ou (13) 3421-1604, via Secretaria Municipal do Meio Ambiente. Já durante os finais de semana, a Guarda Civil Municipal e a Polícia Ambiental prestam apoio nessas ocorrências com acionamento pelos telefones (13) 3425-3800 e (13) 3422-3765, respectivamente.
 

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

PROTESTOS

Jogadoras protestam contra retorno de treinador acusado de assédio ao Santos

Kleiton Lima havia deixado o cargo em setembro de 2023, após ser acusado de assédio sexual e moral por 19 jogadoras; Santos recontratou profissional nesta terça

REGIÃO NORTE

Embarcação com vários corpos em decomposição é encontrado no Pará

A Polícia Federal já esta ciente do caso e as investigações já foram iniciadas

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter