Contraponto

  •  

    Rever 130

    Após polêmica envolvendo a possibilidade dos vereadores de Guarujá receberem 13º salário e abono de férias a partir de 2021, o presidente da Casa, vereador Edilson Dias, não esconde a possibilidade de, a partir de hoje – primeira sessão ordinária do ano – os parlamentares recuarem e suspenderem a medida, mesmo amparada por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) e recomendada pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP).

  •  

    Vontade popular

    “Mesmo sabendo que a questão pode ser imposta pela Justiça futuramente, por intermédio de uma ação judicial. Mesmo sabendo que a Câmara não depende do aval do Executivo para adotar a medida por se tratar de assunto interno da Casa, já temos um entendimento a respeito dessa questão e, em breve, faremos um pronunciamento à toda população. A vontade popular sempre será soberana para todos os parlamentares de Guarujá”, informou ontem Dias.

  •  

    Casa cheia

    A Câmara deverá estar repleta hoje. É que, segundo informações obtidas pela coluna, dezenas de trabalhadores e representantes da associações de bairro deverão lotar as galerias para cobrar dos vereadores uma posição sobre os problemas apresentados nos primeiros dias de implantação do novo sistema de transporte urbano de passageiros da Cidade, comandado pela City Transporte Urbano, que substituiu a Translitoral.

  •  

    Ligação do Suman

    Ainda em Guarujá, informações extraoficiais dão conta que o prefeito Valter Suman (PSB), descontente com a repercussão política negativa dos primeiros dias de implantação do novo sistema de transporte público urbano de passageiros, teria entrado em contato telefônico com a direção da City para que a empresa retome as antigas linhas e horários. Depois, por intermédio de seu perfil no Facebook, Suman anunciou o atendimento de sua solicitação.

  •  

    Squassoni no Turismo

    Ainda em Guarujá, o deputado Marcelo Squassoni (PRB) encontrou uma forma de participar, mesmo que indiretamente, do Governo Valter Suman (PSB). O jornalista e assessor do deputado, Tadeu Ferreira Júnior, é o novo secretário de Turismo do Município. É o segundo jornalista a assumir a pasta no governo Suman. Thaís Margarido foi um ano e meio à frente do Turismo e, agora, é secretaria de Relações Sociais.   

  •  

    Débora cobra

    A advogada Débora Camilo, candidata e prefeita e a deputada pelo PSOL nas última eleições, não deixou ‘passar batido’ em relação a manifestação dos futuros representantes da região na Assembleia e na Câmara dos Deputados sobre a Cava Subaquática, na área continental de Santos, divisa com Cubatão. “Kenny Mendes foi vereador de Santos e nunca se manifestou contrariamente a instalação. Rosana Valle, em nenhum momento, durante as eleições, denunciou a obra e levou esse problema ao conhecimento da população do Estado”.

Colunas

Contraponto