Contraponto

  •  

    Inconformado

    Chico Nogueira (PT) não gostou do reajuste de 3,9% (apenas 0,1 ponto percentual acima da inflação) para os servidores municipais de Santos, aprovado recentemente, na Câmara, por conta do aumento em 15% da arrecadação municipal. "As contas mostram que há perdas de 69% nos salários, acumuladas de outros anos em que não foi aplicada qualquer correção".

  •  

    Pífio

    Fabrício Cardoso (PSB) também considerou o índice pífio, tendo em vista o aumento de 4,4% no IPTU e de 6,6% no transporte coletivo. "Todos esses aumentos acima da inflação tiram o poder de compra da categoria".

  •  

    Devolução

    Telma de Souza (PT) disse que não é correto que os servidores da Câmara recebam tão pouco, enquanto o Poder Legislativo devolve muitos milhões para o Executivo ano após ano. "A última devolução foi de R$ 30 milhões. Dinheiro que volta para o caixa geral da Prefeitura, para ela fazer o que quiser".

  •  

    Encontro regional

    Amanhã (23), das 10 às 14 horas, no Sesc Santos, o Fórum da Cidadania realiza o II Encontro Regional Sociedade Civil e Governança Metropolitana. O objetivo é construir espaços comunitários, institucionais e políticos para que se efetive a plena participação da sociedade civil em termos de planejamento e tomada de decisão, de acordo com os dispositivos estabelecidos pelo Estatuto da Metrópole.

  •  

    Em discussão

    Propostas da Sociedade Civil ao Plano Diretor Urbano Integrado - PDUI - que será votado pela Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, compreendendo as áreas de Desenvolvimento Econômico, Mobilidade e Logística, Habitação e Desenvolvimento Urbano, Saneamento e Meio Ambiente e Políticas Sociais; formalização de Núcleos Municipais Representativos do Fórum Social Permanente da Baixada Santista e Grupos Temáticos Setoriais ; divulgação das propostas aprovadas por esse Encontro ao conjunto dos meios de comunicação, mídias alternativas, prefeituras, câmaras e demais Instituições de todas as cidades da região.

  •  

    Agendamento

    Também será discutido agendamentos com o diretor-presidente da Agência Metropolitana da Baixada Santoista e do Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista (Condesb) para dar conhecimento às deliberações desse encontro e também para dar início a tratativas conjuntas que viabilizem a plena participação da sociedade civil e câmaras nos processos de Governança Metropolitana da Região da Baixada Santista.

  • quinta
    21 de março
  •  

    Desconfiança do Boquinha

    Na próxima terça-feira (26), o vereador Geonísio Pereira Aguiar, o Boquinha (PSDB) irá realizar uma audiência pública para debater sobre os projetos do Departamento de Apoio de Estâncias Balneárias (Dade). A audiência será às 15 horas, no auditório Zeny de Sá Goulart, da Câmara Municipal de Santos. A ideia é avaliar as prestações de contas, os projetos parados e futuros projetos que estão por vir, com o dinheiro do Dade.

  •  

    Dadetur

    Conforme divulgado nos jornais locais, em fevereiro deste ano, oito municípios serão beneficiados com a verba do Dadetur. E Santos irá receber um total de R$ 39 milhões para investir em fomentos voltados ao setor do turismo. "Eu solicitei essa audiência porque precisamos compreender melhor sobre as mudanças que estão por vir com as obras. Além disso, quero questionar e exigir maiores informações sobre as verbas", afirma vereador.

  •  

    Violência contra mulher

    Buscando contribuir no combate à violência contra a mulher, a Mesa Diretora da Câmara Municipal de Santos apresentou o Projeto de Resolução 06/2019, que veta a nomeação para cargos em comissão no poder Legislativo de pessoas que tenham sido condenadas pela Lei Federal nº 11340/2006, conhecida por Lei Maria da Penha. "Nos últimos 15 anos, a violência contra a mulher passou a fazer parte do debate público como prática que não deve ser tolerada ou legitimada. Trata-se da mais cruel e evidente manifestação da desigualdade de gênero no Brasil", acrescentou o autor do Projeto de Resolução e presidente da Casa, Rui De Rosis (MDB).

  •  

    Monitor

    A taxa global de homicídios femininos foi de 2,3 mortes para cada 100 mil mulheres em 2017. No Brasil, segundo dados divulgados pelo Monitor da Violência, relativos a 2018, a taxa é de 4 mulheres mortas para cada grupo de 100 mil mulheres, ou seja, 74% superior à média mundial.

  •  

    Uvebs

    A União dos Vereadores da Baixada Santista (Uvebs) está reivindicando a inclusão de uma cadeira para o órgão no Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista (Condesb). A ideia é permitir que a entidade que representa o Legislativo das nove cidades também tenha direito a voz nas discussões metropolitanas. O presidente da Uvebs, vereador Roberto Andrade e Silva, o Betinho (MDB - Praia Grande), protocolou ofício durante a reunião que elegeu o prefeito de Peruíbe, Luis Maurício, como novo presidente do Condesb.

  • quarta
    20 de março
  •  

    Rosana contra enchentes

    Prefeitos da Baixada Santista estiveram em Brasília na última segunda-feira (18) para reivindicar verbas para projetos de prevenção a enchentes e deslizamentos em morros. A deputada Federal Rosana Valle (PSB/SP) levou representantes de Peruíbe, Itanhaém, São Vicente e Santos para conversar com o Ministro do Desenvolvimento Regional, o engenheiro Gustavo Canuto. Foram apresentados estudos e laudos que comprovam a necessidade de diversas obras em nossa região.

     

  •  

    24 Canais

    Pedro Gouvêa (São Vicente) explicou que a cidade precisa construir 24 canais e instalar nove comportas, com um custo de aproximadamente R$ 48 milhões. O prefeito Luiz Maurício (Peruíbe) disse que a maior necessidade é a drenagem das águas das chuvas em diversos bairros, também expôs sua preocupação com a estrada de Guaraú, que teve trechos destruídos por causa das enchentes.

  •  

    Chuvas

    Já o prefeito de Itanhaém, Marco Aurélio, revelou a necessidade de serviços de recuperação de cinco canais que transbordam com as chuvas. Rogério Santos, secretário de Governo do município de Santos, solicitou verbas de R$ 300 mil para projetos de redução de riscos e acidentes nos morros da cidade.

  •  

    Comunidades

    "Somente nos 15 primeiros dias de março choveu aproximadamente 70% do esperado para o mês inteiro. Comunidades ficaram inundadas e famílias perderam seus bens. Por isso, reuni os prefeitos e agendei a reunião com o ministro. Se os projetos apresentados pelos prefeitos foram aprovados, talvez não tenhamos tantos problemas na próxima temporada de chuvas", afirma Rosana.

  •  

    Não deu certo

    O Ministro acolheu os projetos e afirmou que irá encaminha-los para a Secretaria de Proteção e Defesa Civil, responsável pela liberação dos recursos. No entanto, explicou que a pasta está se reorganizando e que não há previsão para liberação das verbas.

  •  

    Presidente Fake

    Na ausência do presidente Jair Bolsonaro, que está em Washington, o vereador do Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) está em Brasília nesta segunda-feira, 18, para, segundo ele, cumprir missões dadas pelo pai. Embora não ocupe cargo no governo, Carlos postou nas redes sociais fotos do seu tour. Ele despachou na Câmara dos Deputados e no Palácio do Planalto. Perguntar não ofende: e o Mourão?

  • terça
    19 de março
  •  

    Sadao vice

    Informações de bastidores obtidas pela Contraponto dão conta que o vereador Sadao Nakai (PSDB) deve se candidatar a vice-prefeito nas próximas eleições numa trincheira com o ex-prefeito e ex-deputado estadual João Paulo Tavares Papa, do mesmo partido. O parlamentar santista reforçou sua equipe de comunicação e também pode ser vice de um dos principais candidatos do governo, o secretário de Saúde Fábio Ferraz. Façam suas apostas.

  •  

    Mudança na Polícia

    Ciro Tadeu Moraes é o novo chefe da Delegacia da Polícia Federal de Santos no lugar de Gilberto Antônio de Castro Júnior, que assume a mesma função em São Sebastião, Litoral norte de São Paulo. A troca ocorreu por determinação do diretor de Gestão de Pessoal da Polícia Federal Delano Cerqueira Bunn.

  •  

    Direito dos deficientes

    A vereadora Audrey Kleys (Progressistas) conseguiu folego a sua luta parlamentar por políticas públicas para as pessoas com deficiência. Ela conseguiu aprovar, preliminarmente, um projeto de resolução que cria a Comissão Permanente de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência. Com isso será criada a Comissão Permanente de Defesa da Cidadania, dos Direitos Humanos e das Pessoas com Deficiência. "Esse é um pedido que recebi do Luciano Marques presidente do Conselho dos Direitos das Pessoas com Deficiência (Condefi). Isso vai ao encontro dos anseios das pessoas com deficiência, que representam 1/4 da população da nossa cidade", explica a vereadora.

Colunas

Contraponto