Coluna

Deputados cedem R$ 1 milhão para o Museu da Pesca e outros assuntos

O Vereador Benedito Furtado participou do início das obras do Hospital Público Veterinário

LG Rodrigues

Publicado em 16/04/2024 às 08:00

Comentar:

Compartilhe:

O Museu da Pesca fechou suas portas há, aproximadamente, 12 meses / NAIR BUENO/DIÁRIO DO LITORAL

Verba. O deputado estadual Tenente Coimbra e a deputada federal Rosana Valle, ambos do PL, anunciaram, nesta segunda-feira (15), o envio de R$ 1 milhão para o Museu da Pesca, na Ponta da Praia, em Santos. O recurso tem como objetivo a reabertura do atrativo turístico.

Abre aspas. "Este local faz parte da memória afetiva de todo santista, mas, infelizmente, está deteriorado e parado. Estamos mandando emenda, para que, em até um ano, consigamos a reabertura", frisou Coimbra.

Necessidade. A parlamentar que atua na Câmara dos Deputados, em Brasília, reforçou que é um compromisso trabalhar para que o espaço volte a ficar disponível para a população. O museu fechou suas portas há, aproximadamente, 12 meses.

Para finalizar. "Estamos empenhados em fazer este lugar reabrir. É nossa obrigação com nossa cidade", salientou.

Presença. O Vereador Benedito Furtado participou do início das obras do Hospital Público Veterinário, nesta quinta-feira (11), na Rua Amadeo Barbiellini, bairro Bom Retiro, Zona Noroeste de Santos. Furtado enfatiza "um sonho de décadas, em muito breve, será uma realidade." O prazo previsto é de 12 meses, o hospital contará com quatro consultórios, centro cirúrgico, sala de emergência, sala de raio X, sala de internação, área de funcionários e administração, ampliando os atendimentos da Coordenadoria de Defesa da Vida Animal (CODEVIDA).

Legislativo. O projeto de lei nº 502/2020, de autoria do deputado Paulo Corrêa Jr (PSD), que cria o Bilhete Único Metropolitano de Transporte Público para pessoas com deficiência na região, foi aprovado na Comissão de Finanças na Alesp, nesta terça-feira (9). O Bilhete Único integra os meios de transporte, facilitando o deslocamento das pessoas com deficiência em todas as nove cidades da Baixada Santista, possibilitando o acesso gratuito ilimitado em viagens metropolitanas.

Ideia. A criação do bilhete único para a Região Metropolitana da Baixada Santista já está em tramitação na casa legislativa; Entretanto, nada foi previsto quanto aos portadores de deficiência, que são beneficiados, por força de lei, pelo transporte público gratuito. Esses possuem uma carteira de identificação para serem isentados do pagamento da tarifa dos transportes públicos, porém, atualmente, tal carteira é feita de forma municipal.

Com a palavra. "Na Baixada Santista, é comum morar em uma cidade, trabalhar em outra e estudar em mais uma. Mas, para quem tem deficiência, essa mobilidade é um desafio. Imagine precisar provar sua necessidade de transporte adaptado em cada município por onde passa? É uma burocracia desnecessária e injusta. É preciso unificar o acesso e garantir que todos tenham os mesmos direitos, independente de onde estejam dentro da região", explica Corrêa Jr.

Oportunidade. Em Mongaguá, foram abertas mais 90 vagas para cursos gratuitos de qualificação profissional, uma parceria entre a Prefeitura e o governo estadual. As inscrições terminam hoje (16) e devem ser feitas pelo site: www.cursosprofissionalizantes.sp.gov.br, para outras informações, basta ligar para (13) 3507-4006.

 

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Santos

Santos terá museu de artes plásticas com entrada gratuita; veja

A expectativa é que obras de Nuno Ramos, Jarbas Lopes e Sergio Romagnolo cheguem a cidade

Diário Mais

Artista usa inteligência artificial e emociona ao mostrar como estariam os Mamonas hoje

Grupo musical morreu em trágico acidente aéreo em 2 de março de 1996

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter