Santos realiza ações no Outubro Rosa

Câmara institui data de conscientização no Calendário Oficial do Município

Comentar
Compartilhar
01 OUT 2019Por Câmara de Santos - Conteúdo Publicitário18h40
O lançamento da campanha 2019 ocorreu na manhã desta terça-feira (1)Foto: Divulgação

A cidade de Santos celebra o Outubro Rosa, campanha de conscientização da prevenção e tratamento do câncer de mama. A data foi instituída no Calendário Oficial do Município pela Câmara de Santos, por meio da lei 2.927, de 2013.

O lançamento da campanha 2019 ocorreu na manhã dessa terça-feira, no Salão Nobre da Prefeitura, e contou com a presença do presidente da Câmara, vereador Rui de Rosis, e demais vereadores. A programação oficial será encerrada no dia 20 deste mês, às 10 horas, com a Caminhada Outubro Rosa, promovida pelo Instituto Neo Mama, outra iniciativa regulamentada no Calendário Oficial pelo Legislativo Santista.

A programação prevê também a iluminação de prédios históricos e públicos, para alertar a população sobre a prevenção e o autoexame, durante todo o mês. Já até o fim do ano, haverá a realização de mamografias na Unidade Móvel, que ficará na Praça Mauá. Os atendimentos serão de segunda a sexta-feira, diretamente das 9 horas ao meio-dia, ou das 13 às 16 horas, mediante agendamento.

Está prevista ainda a realização do Dia D de combate ao câncer de mama em Santos. No próximo sábado, dia 5 de outubro, nas 31 policlínicas, serão realizadas atividades como oficinas de autoexame de mama, orientação de métodos contraceptivos, entre outras ações. Vão ser feitos também agendamentos de exames de mamografia e coleta de papanicolau (exame preventivo do câncer de colo do útero).

O câncer de mama é o tipo da doença mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do de pele não melanoma, correspondendo a cerca de 25% dos casos novos a cada ano. No Brasil, esse percentual é de 29%.

Para o presidente da Câmara, Rui de Rosis, a realização de exames é fundamental para garantir a oportunidade de tratamento adequado contra o câncer de mama. Por isso, ele defende que a população tenha cada vez mais acesso às consultas e exames para diagnosticar a doença e iniciar os tratamentos. “O diagnóstico precoce é fundamental para a cura. É importante que, principalmente as mulheres busquem os serviços disponíveis e investiguem a sua saúde. Se houver a detecção, que se inicie rapidamente o tratamento”.

 

Câmara Santos - Interna