X

Tintos e Tantos Outros, o sabor e o saber do vinho

Os quatro elementos responsáveis pelo vinho

Mesmo com a infinidade de tipos de vinhos que são produzidos no mundo, a realidade é que não existem 2 vinhos iguais.Isso ocorre devido à influência de clima, geologia, combinação de uvas e o cuidado do vinicultor no vinhedo, fatores que formam o que os franceses denominam de terroir.

Os elementos básicos que compõem uma taça de vinho, aqueles que os especialistas analisam ao avaliar a sua qualidade, são açúcar, acidez, tanino e álcool.

O açúcar da uva fermenta formando o álcool e dá riqueza e aromas frutados ao vinho. Quanto mais madura a uva, melhor a qualidade fruta/açúcar.

A acidez é o que dá vivacidade à fruta na boca, especialmente nos vinhos brancos. Sem elas os vinhos brancos ficam fracos e os tintos, além de desequilibrados e sem graça, não ganham estrutura para envelhecer bem.

O tanino é oriundo da pele e das sementes da uva e raramente é percebido nos vinhos brancos, (ainda que esteja presente), mas é o que confere aos tintos a estrutura fundamental, ajudando-os a amadurecer e persistir com a idade.

O álcool, por sua vez, dá peso ao vinho na boca. Por exemplo, um vinho alemão com 7% de teor alcoólico será leve, enquanto um sólido Zinfandel californiano com 17% preencherá todo o paladar. Em um vinho bom, o álcool nunca deve queimar.


“O vinho inspira e contribui para a alegria de viver”
Napoleão Bonaparte (Mas não tenho certeza se foi ele)

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Diário Mais

Assim como a Coca-Cola, molho de tomate pode ter pelo de rato; veja quanto é permitido

Caso com o refrigerante aconteceu no começo da semana em Santos

Cotidiano

Eles estão chegando! Estradas até o Litoral Paulista têm 12 km de lentidão

Cônego Domênico Rangoni, Anchieta e Imigrantes têm congestionamento

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter