X

Repórter da Terra

Super El Niño causa seca histórica na Ásia e reduz safras; preço do arroz dispara no Brasil

O fenômeno El Niño, que consiste no aquecimento das águas do Oceano Pacífico, está provocando graves prejuízos aos agricultores da Ásia e da Oceania. E as condições climáticas extremas já colocam em xeque a segurança alimentar em países populosos. A Índia, por exemplo, viveu o agosto mais seco já registrado, o que derrubará a produtividade nas lavouras de arroz. O país produz 40% de todo arroz que circula no mundo. E essa quebra na safra indiana está provocando um rally mundial pelo produto, tanto que o Brasil registrou recorde nas exportações em agosto e os preços internos dispararam. Só no mês passado, a alta foi de 12% no atacado.

E os preços continuaram subindo na primeira quinzena de setembro. Neste mês, a saca de 50kg beira os R$ 100,00, valor que não se via desde o final de 2020, ano em que os estoques brasileiros de arroz foram os mais baixos em quase 40 anos. 

O agravante é que o Brasil só volta a colher arroz perto do Carnaval, quando entra no mercado a safra do Rio Grande do Sul, responsável por quase todo o cereal produzido aqui. Historicamente, o Brasil é um dos três maiores exportadores de arroz do Ocidente.

Apesar de as agências internacionais de notícias relatarem quebras importantes em outras lavouras na Ásia, até agora só o arroz registrou impacto imediato nos preços aqui no Brasil.

Mas, Indonésia e Tailândia relatam perdas que deverão afetar o mercado global de óleo de palma, que é o óleo culinário mais consumido no Planeta. E isso pode aumentar a procura pelo similar, de soja, produzido aqui no Brasil. E esse eventual aumento nas exportações brasileiras pode provocar impacto nos preços ao consumidor nos próximos meses.

A falta de chuvas também prejudicou o milho na China, o que deverá ampliar a procura pelo grão brasileiro. Na Austrália, a seca provocou perdas substanciais na colheita de trigo. O país é o segundo maior exportador global e grande fornecedor para países como Japão e China. Já o Brasil está em plena colheita do trigo, que deverá registrar safra recorde.

Transição energética, já!

O Governo Federal lançou na quinta-feira o Projeto de Lei Combustível do Futuro, que é o programa mais ambicioso para a transição energética desde o Proálcool, na década de 1970. Entre outras propostas, o PL cria um marco legal para captura de dióxido de carbono (CO2) da atmosfera. O CO2 é o principal vilão no aquecimento global, que provoca eventos climáticos extremos. O projeto também prevê incentivos para substituição gradativa dos combustíveis fósseis, como gasolina e diesel, por biocombustíveis, como etanol e biodiesel.

E justa!

Durante a solenidade de lançamento do projeto, no Palácio do Planalto, representantes do setor de biodiesel e etanol destacaram que esta é uma indústria que não precisa invadir terras indígenas nem desmatar a Amazônia para produzir. Basta, segundo eles, restaurar os quase 50 milhões de hectares de terras degradadas, exauridas e abandonadas que existem no País.

Sem invadir nem desmatar!

Os industriais também citaram que a estatal Embrapa trabalha no desenvolvimento de 19 plantas oleaginosas capazes de tornar o Brasil líder na produção e exportação de combustíveis sustentáveis, inclusive para a aviação.

E com protagonista improvável!

Os investimentos em transição energética e as ações institucionais de incentivo à descarbonização dos transportes no primeiro ano de governo credenciam o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, como protagonista em uma área onde as maiores expectativas recaiam sobre a ministra Marina Silva...

Estrelas, supernovas...

Cientistas do Brasil e da Holanda estão prestes a testemunhar o surgimento de uma supernova. Isso acontece quando uma estrela gigante, com massa maior que a do sol, chega ao fim de sua vida e explode. Essa explosão torna o novo corpo celeste milhões de vezes mais brilhante que a estrela original. Essa nova estrela de nêutrons, por sua vez, dará origem a um magnetar, o imã mais poderoso do Universo...

...brilho intenso e magnetismo

A ‘certidão de nascimento’ terá a assinatura de uma equipe internacional liderada por Tomer Shenar, da Universidade de Amsterdã, com a participação do brasileiro Alexandre Soares de Oliveira, da Universidade do Vale do Paraíba. É a primeira vez que esse evento astronômico será observado pela Ciência...

 

Filosofia do Campo:

“Quem não tem jardins por dentro, não planta jardins por fora... Antes que qualquer árvore seja plantada, é preciso que ela tenha nascido dentro da alma”, Rubem Alves (1933/2014), escritor mineiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

INCIDENTE EM INVESTIGAÇÃO

PF investiga tentativa de invasão do Palácio da Alvorada

Motorista desrespeitou barreiras da residência presidencial

Escola de Inovadores

Centro Paula Souza abre inscrições para curso de empreendedorismo

Curso online gratuito ensina pessoas com espírito empreendedor a transformar ideias inovadoras em modelos de negócios

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter