Banner gripe
COLUNA

Nos Bastidores do Santos FC

Comentar
Compartilhar
08 FEV 2019Por 07h00

Na Coluna desta semana, você confere como foi a audiência em que Peres compareceu; a dúvida de onde o dinheiro para as contratações do clube; que Andres Rueda está morando em Santos e que será candidato a presidente e que terá como concorrente José Renato Quaresma.  

Repercussão
O lançamento do programa Santos em OFF no Ar, na Rádio da Vila, ancorado por este colunista, na última semana, repercutiu muito bem. A audiência foi alta, com muita polêmica no ar. Acompanhem o segundo programa nesta segunda-feira (11), das 9 às 10h, no APP da rádio e nas redes sociais. Vem aí, uma promoção especial que vai sortear uma camisa oficial do Santos FC.

Transferida
O presidente José Carlos Peres compareceu à audiência de conciliação no Núcleo Especial Criminal, em Santos, na terça-feira. Peres acusou funcionárias que trabalhavam no Santos FC de terem dado um “golpe” no clube e as demitiu. Elas registraram um Boletim de Ocorrência. A audiência foi remarcada   para o dia 15. Se não entrarem em um acordo, o caso vai para a Justiça. O advogado das ex-funcionárias é Mário Badures, conselheiro e ex-funcionário do Santos e atual desafeto do presidente santista. Elas pleiteiam indenização por dano moral. Parece que Peres teria contra ele outros 15 processos desse tipo.  

Entrosamento
Um ídolo do Santos do passado, que pede anonimato, disse na Padaria Santista que o Santos está acima do trio de ferro porque tem melhor entrosamento. “No máximo jogou apenas um atleta novo por jogo no Santos. Única vez que jogaram mais de um o Peixe perdeu pro Ituano, o que comprova minha teoria”, disse o ex-artilheiro.

Gravação de Feijó
O conselheiro Cláudio Caldas, com assinatura de mais de 50 conselheiros, protocolou requerimento abrindo sindicância na Comissão de Inquérito do Conselho Deliberativo para apurar a veracidade das gravações envolvendo o conselheiro Ricardo Feijó, executivo de Administração e Finanças durante 11 meses da gestão Peres, e o associado Wellington Cotoquinho. Sérias acusações nesse áudio que já circularam pelo whatsapp e os conselheiros querem apurar. Se for mentira, pedem a expulsão de Feijó do quadro associativo.

Pé no Chão?
Muitos associados e conselheiros não estão entendendo a movimentação do presidente José Carlos Peres no mercado. Primeiro, o Santos demorou a contratar porque não tinha dinheiro. Venderam o Bruno Henrique pro Flamengo por R$ 21 milhões. Depois trouxe o goleiro Everson (R$ 4 milhões), o zagueiro Felipe Aguillar (R$ 15 milhões), o atacante Soteldo (R$ 12,9 milhões por 50%) e o meia Cueva (R$ 26 milhões). O dinheiro apareceu? É do banco, da Doyen? De Onde? Essas dúvidas seguem sem respostas.

Choveu dinheiro
Um secretário municipal de Santos e conselheiro do Peixe acha que Peres nomeou o ex-vereador José Antonio de Almeida, o Jama, diretor financeiro do Santos FC. “Afinal está chovendo dinheiro...”. Jama prometeu chover dinheiro na Cidade quando se candidatou a prefeito em 2012.

Faça sua parte
Quem gosta de apenas criticar o clube pode fazer uma boa ação. Que tal escolher um dos planos de sócio e contribuir todos os meses para ajudar o Santos FC?  Além do apoio, você ganha desconto de 50% na compra de ingressos, ou seja, você lucra e o clube também.

Vendeu bem
Derrotado nas eleições para presidente do Santos em 2017, mas eleito conselheiro pela quarta vez na oportunidade, o empresário Andres Rueda vendeu sua empresa de telemarketing Uranet por uma boa bolada, segundo especialistas de mercado.
Sente a maresia
Rueda inclusive está vendendo sua residência em São Paulo, e já se mudou para Santos, no apartamento que possui há alguns anos na Cidade. Quer sentir a maresia.

Interagindo
Nos bastidores, comentasse que a mudança de Rueda para a Cidade, atendeu  sugestão de apoiadores de sua campanha, que garantiram que santista da Cidade vota em gente que reside aqui. Falaram para Rueda que é a oportunidade de interagir mais, ir mais aos jogos e fazer política.

Vizinhos
O endereço de Rueda é conhecido. Um dos prédios de alto luxo da Miramar Construtora na Praia do Gonzaga. No endereço, além de Andres Rueda, residem políticos e
empresários. Outro que reside neste endereço é o presidente do Conselho, Marcelo Teixeira. As discussões políticas do Peixe começarão na reunião de condomínio?

Fila da balsa
Quem conhece bem Rueda acha que ele não fará nenhum encontro político no seu apartamento de Santos. Vai obrigar todo mundo a pegar a balsa e ir a sua casa no Condomínio Fechado de Acapulco, onde ele mantém uma casa de praia há anos, tendo como vizinhos Neymar, Marco Polo Del Nero e por um período de 2014 a 2016, o ex-presidente  Modesto Roma Júnior, de quem foi membro do Comitê Gestor.

Replay?
Quem espera replay da Santástica União com Rueda de presidente e o santista José Renato Quaresma de vice, vai ficar na vontade. Ambos serão candidatos ao cargo máximo do clube nas próximas eleições.

Ninguém foi?
A Coluna obteve a informação que nem Peres nem qualquer integrante do Comitê de Gestão  acompanhou o time no jogo contra o Altos, do Piauí, pela Copa do Brasil.  O vice-presidente licenciado Orlando Rollo assistiu à goleada de 7 a 1. Disse que foi apenas torcer.

Boca pequena
Corre nos corredores da Vila Belmiro que o funcionário que for visto cumprimentando Orlando Rollo, Andrés Rueda e Marcelo Teixeira será imediatamente demitido.
Executivo Jurídico de Futebol
Todos os empresários que tentam ou negociam com o Santos andam estranhando a falta de alguém ligado ao futebol para as tratativas. Tudo fica nas mãos do gerente jurídico Rodrigo Gama. De acordo como Zeca Baleia, informante da coluna, isso explica as confusões na negociação de Bruno Henrique com o Flamengo.

Corre na CIS
A Comissão de Inquérito e Sindicância está apurando o motivo de uma empresa de auditoria contratada pelo Santos ter terceirizado seus serviços para outra empresa não autorizada.

Comissão Técnica
A comissão técnica de Jorge Sampaolli custa ao Santos FC perto de R$ 1 milhão. O que encarece são as premiações ao treinador, caso ganhe campeonatos. Nessas horas o dinheiro conta pouco para quem torce para o clube.

Drible de Abelão
O técnico Abel Braga, zagueiro quando jogava, está virando driblador quando o assunto é a gestão de Peres no Santos. Primeiro, fez a diretoria santista esperando enquanto não saía a decisão da eleição do Flamengo. Afinal, Braga era a opção 1 para técnico do Santos e preferiu ir pro Flamengo. Insistiu como louco em levar Bruno Henrique e conseguiu. Depois, o Flamengo ficou de liberar os volantes Ronaldo ou Jean Lucas por empréstimo no negócio. Braga vetou a vinda dos dois. Ou Peres não tem jogo de cintura ou o Abelão virou o Robinho, o Rei das Pedaladas.

Ingrato
Ex-conselheiro, ex-Diretor de Futebol e ex-membro do Conselho Gestor, Pedro Nunes Conceição, destilou veneno em Paulo Henrique Ganso no seu Twitter. Até se esqueceu da ajuda que o atleta deu para ele assistir um show da Madonna. Coisas de torcedor...

Zumbilândia
O ex-presidente Modesto Roma Júnior compareceu no Programa Radar Esportivo da Rádio Guarujá nessa semana e explicou pontos de sua gestão que são levantados por Peres.

Triste
Roma defendeu a equipe do Santos após a derrota de 5 a 1 para o Ituano. “Estou triste pelo que aconteceu, mas são coisas do futebol. Como o Santos perdeu em 2014 para o Ituano o Campeonato Paulista”. E disse que Sampaoli é um dos maiores treinadores do mundo.

Intermediação
Roma disse estar tranquilo quanto ao processo que o Santos move contra ele em virtude da intermediação para receber os recursos de solidariedade da ida de Neymar do Barcelona para o PSG. “No próprio processo há provas do trabalho de intermediação. Precisávamos receber com agilidade o dinheiro para honrar os compromissos do clube e pagamos 5%. Qualquer intermediação por advogados não sai por menos de 10%. Foi um bom negócio pro Santos. Agora o atual Departamento Jurídico diz que o negócio é simulado. As pessoas têm a mania de julgar as coisas por sua própria medida. Não fizemos nada simulado e há provas de que a intermediação foi essencial para recebermos com rapidez o dinheiro”.

Bela dupla
Modesto Roma elogiou a contratação de Soteldo e Cueva, concretizadas por Peres. “É uma bela dupla de cabeceadores”.

Bloqueio de contas
Quanto ao bloqueio de contas relativo ao processo movido por uma advogada que prestou serviços aos Santos, Roma disse que a dívida é so Santos e a atual gestão não honrou os pagamentos do trabalho feito por ela. “Só honrar os compromissos do Santos, que conta alguma sofre bloqueio”.

Eu?
Roma afirmou que é preciso o clube parar de jogar a culpa em terceiros e assumir seus próprios erros. “Nossa gestão fez o acordo e pagou a maior parte da dívida da Doyen, que não era da nossa gestão, mas da do Luiz Álvaro e do Odílio. Se não pagasse, nossas contas seriam bloqueadas. São compromissos do Santos e não de presidentes. É preciso ter responsabilidade e parar de colocar a culpa nos outros”.

Na Justiça
Modesto Roma deixou no ar que está processando alguém do clube, mas não revelou e disse que o que importa é o Santos. A coluna apurou que o ex-presidente move ação em segredo de Justiça na esfera criminal contra José Carlos Peres.

Foca
Modesto Roma chamou de “foca” um jovem setorista do Santos, com mais de dois anos de formado, que insinuou no twitter que a entrevista só aconteceu porque o Santos vinha de derrota no Paulista e ele iria criticar Peres. Foca no Jornalismo é o profissional  sem experiência.

Padeiro  de sucesso
Roma até defendeu Peres e seus aliados, como Marco Maturana, dono de padaria e executivo do Futebol de Base do Peixe. “Luis Alonso Peres, o  Lula, maior técnico da história do Santos era padeiro dono de padaria. Precisa é ver se é bom...”. Mas lamentou a demissão dos ex-jogadores que atuavam na Base do clube.

A conferir.

Contraponto