Violência contra policiais faz 30ª vítima fatal no Rio, hoje

No Complexo da Pedreira, Zona Norte do Rio, o cabo Raphael de Oliveira Monteiro, do 41º Batalhão de Polícia Militar (BPM), foi baleado nas proximidades do Morro da Pedreira e morreu.

Comentar
Compartilhar
31 MAR 2018Por Estadão Conteúdo21h32
Famílias de militares realizaram protesto no ano passado pela morte de 101 policiais.Famílias de militares realizaram protesto no ano passado pela morte de 101 policiais.Foto: Fotos Públicas

A violência contra policiais militares fez mais duas vítimas no Rio de Janeiro. No Complexo da Pedreira, Zona Norte do Rio, o cabo Raphael de Oliveira Monteiro, do 41º Batalhão de Polícia Militar (BPM), foi baleado nas proximidades do Morro da Pedreira e morreu na noite da sexta-feira, 30. 

Neste sábado, 31, por volta das 5h30, uma policial da UPP da Vila Cruzeiro foi atacada por três assaltantes e esfaqueada no braço e no pescoço no BRT. Ela passa bem, mas o cabo Monteiro é o 30º policial morto só neste ano, o 11º em serviço.

Monteiro estava na Corporação desde 2010, tinha 30 anos, era casado e deixa um filho. Ele fazia o patrulhamento na Avenida Pastor Martin Luther King, na altura da Pavuna, zona norte, quando criminosos efetuaram disparos em direção à viatura. 

O policial foi levado para a Unidade de Pronto-atendimento (UPA) de Rocha Miranda e transferido para o Hospital Estadual Albert Schweitzer, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. 

O nome da policial esfaqueada no BRT não foi divulgado. De acordo com a assessoria de imprensa das Unidades de Polícia Pacificadoras (UPPs), o quadro clínico é estável. Ela aguarda procedimento cirúrgico no Hospital Central da Polícia Militar (HCPM), no Estácio, para onde foi transferida depois de ter sido socorrida pelo Hospital Estadual Getúlio Vargas. 

O ataque à policial da UPP aconteceu na estação Vila Queiroz (Madureira), onde a agente havia evitado um roubo na semana passada. Ela foi reconhecida pelos mesmos criminosos e atingida por golpes de faca no braço e pescoço. O caso foi registrado no 29º DP (Madureira).