SP: Governo disponibiliza protocolos para funcionamento de igrejas e templos

Nível de ocupação no local deve ser de 30%, com obrigatoriedade do uso de máscaras e distanciamento de 1,5 metro entre as pessoas

Comentar
Compartilhar
02 MAR 2021Por Da Reportagem19h45
Os protocolos sanitários têm como objetivo auxiliar os estabelecimentos a reduzir o risco de contágio da Covid-19Os protocolos sanitários têm como objetivo auxiliar os estabelecimentos a reduzir o risco de contágio da Covid-19Foto: Romildo de Jesus/Futura Press/Folhapress

O Governo de São Paulo disponibilizou protocolos sanitários para o funcionamento de igrejas, templos e demais estabelecimentos religiosos no Estado.

Os protocolos sanitários têm como objetivo auxiliar os estabelecimentos a reduzir o risco de contágio da Covid-19. O documento foi elaborado em parceria com diversos representantes dos setores e validado pela Vigilância Sanitária do Estado de São Paulo, baseado em critérios técnicos e de saúde.

Veja algumas orientações que devem ser seguidas:

1 - Nível de ocupação máxima no local deve ser de 30%
2 - Obrigatoriedade de tirar a temperatura antes do ingresso no local e fornecimento de álcool em gel
3 - Obrigatoriedade de uso de máscara durante todo o período da cerimônia
4 - Distanciamento de 1,5 metro entre as pessoas dentro do local
5 - Todas as pessoas devem estar sentadas
6 - Horários devem ser espaçados para evitar aglomeração de entrada e saída
7 - Evitar realizar reuniões ao final da tarde e ao início da noite, para que as pessoas não cheguem direto do trabalho, sem estarem devidamente higienizadas
8 - Assegurar a ventilação adequada do local fechado de realização da reunião, mantendo todas as portas e janelas abertas a todo tempo
9 - Sempre que possível, eliminar rituais envolvendo toques e não compartilhar objetos
10 - Suspender os coros temporariamente devido ao potencial de contaminação desta atividade