X
Brasil

Se a moda pega: Na véspera do casamento, homem liga para o ex e troca de noivo

Eder Meneghine e Hugo Oliveira, seu ex. / Diana Brizzi/I9 Fotos e Vídeos

Depois de passar três meses organizando o casamento, o arquiteto e decorador Eder Meneghine, 60, decidiu mudar de noivo na véspera do grande dia. Após ele e o ex-companheiro Dyls Reis, 23, terminarem o relacionamento, o decorador resolveu pedir o ex-namorado em casamento. O chef de cozinha Hugo Oliveira, 42, foi às lágrimas com o pedido e disse "sim". E os convidados só descobriram a mudança na hora da cerimônia.

A união foi celebrada no último dia 7 de setembro, no Solar das Palmeiras, na Ilha da Gigóia, na zona oeste do Rio, onde Meneghine também reside. O espaço tem dois mil metros quadrados de jardim e é cercado pela natureza.

Meneghine conversou na tarde desta quinta-feira com o UOL e contou que os convidados da festa, que custou R$ 250 mil, só descobriram a mudança no dia. "Falei para os meus convidados: vocês já foram a muitos casamentos, mas hoje vocês vão viver um dia inesquecível. Hugo foi ovacionado por 20 minutos quando apareceu", disse ele, muito entusiasmado.

O casal manteve um relacionamento por 16 anos, terminou devido ao desgaste natural da relação. Nesses últimos quatro anos, os dois conviviam como amigos e se falavam com frequência. Apesar de amigos, Hugo não participaria do casamento do empresário, pois ele não era "aceito" pelo então namorado do decorador.

"Nós nunca entendemos o motivo de nos separarmos e lembrei na hora que existia alguém que ia me fazer feliz. A gente tava sempre junto. Se falava dia sim, dia não. Ele estava sempre comigo. Existem vários tipos de amor, né?".

Após meditar sobre o assunto, o decorador tomou uma grande decisão. "Eu pensei muito e meditei, até que chegou para mim uma mensagem que teria uma pessoa que merecia fazer parte disso e eu lembrei do Hugo que foi meu chef de cozinha. Se eu tivesse que dar algo para alguém seria para ele. O Hugo mora na Ilha da Gigóia, não tem mais condições de trabalhar, teve a condição motora afetada levemente, era ele".

Apesar da mudança repentina, o decorador disse que foi um momento muito especial. "Foi uma decisão que imperou a amizade, o bom senso e o carinho. Imperou a beleza que existe dentro de cada pessoa".

Meneghine não deu detalhes sobre o que motivou o término com Dyls Reis, na véspera do casamento, mas adiantou que a diferença de idade e o pouco tempo de relacionamento pesaram. Os dois estavam morando juntos há um ano.

"A gente se gostava, eu o levei para morar comigo na minha casa. Com o tempo, eu tive vontade de fazer esta festa e propus: 'vamos casar?'. Eu queria ser feliz, achava que seria feliz, mas comecei a sentir irregularidades que não convém falar. Pedi ajuda num nível profissional, mais técnico, e só me coube na véspera essa decisão".

O ex-noivo e os parentes dele, de Minas Gerais, voltaram para casa logo após o fim da relação.

Além de arquiteto e decorador, Meneghine é também um empresário muito conhecido no Rio de Janeiro. Ele é dono de restaurantes e locais para eventos. Por causa da pandemia, a celebração foi organizada para 100 pessoas. 

Entre os convidados, nomes conhecidos da high society carioca, como a socialite Vera Loyola, o cineasta Neville D'Almeida e a drag Isabelita dos Patins, que levou as alianças.

O bolo era de abacaxi com penas de avestruz. A noite foi animada pelo DJ Alexandre Cappelli e a presença de Hugo foi revelada aos convidados ao som do clássico italiano "Con te Partirò".

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Mundo

Brasil fechará fronteiras aéreas para seis países da África, diz Casa Civil

Governo brasileiro decidiu seguir a orientação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e vai restringir voos de países africanos com surto da cepa Omicron

Guarujá

Câmara Temática de Segurança se reúne para discutir projetos metropolitanos

Encontro reúne autoridades dos nove municípios que compõem a Região Metropolitana da Baixada Santista, com o objetivo implementar ações de interesse regional voltadas à segurança pública

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software