X
Brasil

Saiba como Botucatu, cidade mais vacinada de SP, reage à alta de casos de Covid

O Município enfrenta uma alta de mais de 700% em novos casos da doença, mas tem apenas 3 internados, sendo eles com sintomas leves

Vacinação em Botucatu, cidade do interior de SP / Prefeitura de Botucatu

Quando, em meados de maio de 2021, a cidade de Botucatu foi escolhida para participar de um estudo que ofertaria de forma antecipada a vacinação para 100% da sua população contra a Covid, os moradores já sabiam que a imunização não impediria a ocorrência de internações, mas sim reduziria os sintomas da doença em casos graves. Atualmente o Município colhe os frutos daquela iniciativa: nesta segunda-feira (17) apenas 3 pessoas, em toda a cidade, estavam em enfermaria com sintomas leves de Covid.

É um número baixo de pacientes em tratamento quando comparado o número de infectados, que vem crescendo exponencialmente. Na última semana foram confirmados 1.919 casos da doença na Cidade e destes, 1.608 estavam cumprindo isolamento social em casa.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Botucatu tem enfrentado uma verdadeira explosão de casos, com um aumento de 707% em registros, somente na última semana. Na primeira semana do ano, foram registrados 238 novas infecções pelo coronavírus na Cidade. O texto conta com informações do g1.

A vacinação no Município é um exemplo em São Paulo, segundo dados do Vacinômetro, do governo estadual. Cerca de 94% da população já recebeu a primeira dose do imunizante antiCovid, 90% a segunda dose ou dose única e 67% já receberam a terceira dose.

O secretário municipal de Saúde, André Spadaro, acredita que a vacinação contribuiu diretamente para que os casos graves de Covid fossem praticamente erradicados na Cidade. 

"Por isso que a gente segue reforçando as medidas básicas de proteção, como uso de máscara, limpeza das mãos, isolamento, mas nosso enfoque de enfrentamento a essa onda são o aumento da testagem e, lógico, a vacinação", diz Spadaro.

Apesar da alta cobertura vacinal, o secretário afirma que ainda já 16,8 mil botucatuenses que são considerados faltosos por não terem recebido a dose de reforço, apesar de estarem aptos.

"A gente acompanha a pandemia nos Estados Unidos e Europa e o que acontece em Botucatu segue a tendência mundial, ou seja, a vacinação não está sendo capaz de segurar a alta taxa de transmissão da ômicron, mas onde se vacinou bem, como aqui, não houve impacto em casos graves, internações e mortes. Esses faltosos precisam se vacinar", explica.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

CORINTHIANS

Róger Guedes perde pênalti, e Corinthians decide vaga com Boca na Argentina

O Corinthians volta a campo no próximo sábado (2), às 16h30 (de Brasília), para medir forças com o Fluminense pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro

Mundo

Ao menos 51 pessoas são encontradas mortas em caminhão abandonado

Há suspeita de que as vítimas sejam imigrantes que entraram no país de maneira irregular

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software