X
Brasil

Recursos da Lava Jato apreendidos na Suíça chegam a R$ 3 bi

A colaboração de Lauber com a força-tarefa da Lava Jato se concentra nos acusados de usar contas na Suíça para ocultar recursos recebidos ilegalmente

 A Procuradoria-Geral da Suíça informou nesta quarta (5) que apreendeu US$ 1 bilhão (cerca de R$ 3,1 bilhões) em recursos ligados às investigações da Operação Lava Jato no ano passado. Em 2015, a quantia havia sido de US$ 800 milhões.

O valor foi revelado em relatório anual produzido pelo procurador-geral suíço, Michel Lauber. Além das informações sobre corrupção global e a Lava Jato, a Procuradoria destacou os esforços para apurar crimes financeiros dentro do país europeu e os relacionados ao extremismo islâmico.

A colaboração de Lauber com a força-tarefa da Lava Jato se concentra nos acusados de usar contas na Suíça para ocultar recursos recebidos ilegalmente.

Segundo a agência Reuters, mais de mil contas na Suíça já foram examinadas. Ao menos uma delas é de propriedade do ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que foi condenado a mais de 15 anos e quatro meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão fraudulenta de divisas.

Cunha é acusado de receber propina de US$ 1,5 milhão em um negócio da Petrobras em Benin, na África.

Preso desde outubro passado, ele é réu em mais duas ações, por suposto recebimento de propina em contratos de aquisição de navios-sonda pela Petrobras junto a um estaleiro coreano e também em um desdobramento da operação, que prendeu Lúcio Funaro, apontado como seu operador financeiro. Cunha ainda é investigado em ao menos outros cinco inquéritos.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Mundo

Ao menos 51 pessoas são encontradas mortas em caminhão abandonado

Há suspeita de que as vítimas sejam imigrantes que entraram no país de maneira irregular

Mundo

Turquia acerta apoio à entrada da Suécia e da Finlândia na Otan

A resistência turca era a principal deste que é um dos grandes efeitos colaterais geopolíticos da invasão russa da Ucrânia

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software