X

Brasil

Prefeitura de SP diz que há risco de desabamento de viaduto que cedeu na marginal Pinheiros

A prefeitura diminuiu o número de funcionários trabalhando em obras de escoramento do viaduto por questões de segurança e solicitou a redução de velocidade dos trens

Folhapress

Publicado em 16/11/2018 às 11:40

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Após estudos feitos durante a madrugada desta sexta-feira (16), a gestão Bruno Covas (PSDB) informou que a situação do viaduto que cedeu na pista expressa da marginal Pinheiros é mais crítica do que a esperada inicialmente e que há risco de desabamento da estrutura.

A prefeitura diminuiu o número de funcionários trabalhando em obras de escoramento do viaduto por questões de segurança e solicitou a redução de velocidade dos trens que passam sob a estrutura, já que eles estavam gerando oscilação.

"Passamos a noite inteira fazendo o monitoramento da estrutura e percebemos uma movimentação agora pela manhã e, ouvindo o especialista, aumentamos nosso índice de criticidade da estrutura. Vamos acelerar os procedimentos de segurança, de cimbramento e de apoio à estrutura para que as pessoas possam trabalhar com segurança", disse Vitor Aly, secretário municipal de Infraestrutura Urbana e Obras, nesta sexta-feira.

"Vamos diminuir o número de pessoas para que trabalhem com segurança. Elas têm especialidade em uma condição crítica como essa. Antes que vocês [jornalistas] perguntem se piorou a situação da estabilidade do viaduto, [digo que] piorou. Existe a possibilidade de ruína? Existe. Inclusive, já ligamos para o secretário de Transportes Metropolitanos e pedimos para a CPTM diminuir a velocidade dos trens, porque eles estavam vibrando e fazendo com que as estruturas se movimentassem. O momento agora é de criticidade e nós vamos acelerar os processos de escoramento para que a gente consiga, depois de estabilizar a estrutura, dar prosseguimento nas obras de segurança e recuperação da estrutura", completou Aly.

A pista foi totalmente bloqueada por volta das 4h da quinta (15), no começo do feriado da República, e deverá permanecer assim pelo menos até terça (20), Dia da Consciência Negra, último do feriadão prolongado.

O viaduto que cedeu passa sobre os trilhos da linha 9-esmeralda da CPTM. O local é rota de acesso à rodovia Castello Branco e próximo ao shopping e ao parque Villa Lobos.

É provável que a interdição, pelo menos parcial, se estenda para além do feriadão, implicando em complicações maiores no trânsito a partir de quarta-feira (21).

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Negou

Ex-prefeito Bili garante que não houve dolo e que vai recorrer de decisão

O juiz Leonardo de Mello Gonçalves, da Vara da Fazenda Pública do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP), condenou o ex-prefeito Luis Cláudio Bili Lins da Silva por improbidade administrativa e dano ao erário

Itanhaém

Vamos ajudar? Banco de leite materno de Itanhaém precisa de doações

O alimento pode ser compartilhado para ajudar a salvar a vida de diversos bebês na UTI Neonatal

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter