Prefeito de Manaus quer proibir fotos de vacinação nas redes sociais

Decisão acontece após sugerem boatos de que pessoas fora do grupo prioritário teriam recebido a vacina contra da Covid-19

Comentar
Compartilhar
20 JAN 2021Por Gazeta de S. Paulo19h30
Manaus começou na terça-feira a vacinação contra a Covid-19Foto: Prefeitura de Manaus

Após sugerem boatos de que pessoas fora do grupo prioritário teriam recebido a vacina contra da Covid-19, o prefeito de Manaus David Almeida (Avante), disse que vai proibir a publicação de fotos da vacinação nas redes sociais.

Em uma transmissão ao vivo no Facebook na noite de terça-feira, o prefeito declarou que “a secretária está neste momento com uma portaria proibindo a divulgação em rede social dentro das unidades. Você se vacinou, fique para você. Você não precisa compartilhar em rede social. Essa é a determinação, esse é o pedido”.

A imunização de duas médicas recém-nomeadas em uma unidade básica de saúde também gerou críticas. A Prefeitura diz que não há irregularidade.

De acordo com o prefeito, ambas começaram a trabalhar recentemente na rede pública após o afastamento de 122 profissionais da área por causa do novo coronavírus. “Elas estavam em serviço, no seu plantão”, justificou o prefeito. “Se encaixa perfeitamente naquilo que preconiza as normas ditadas pelo governo federal”, continuou.

Manaus começou na terça-feira a vacinação, que é destinada, neste momento, prioritariamente para profissionais de saúde que atuam no atendimento de pacientes com Covid-19. A gestão municipal diz que a cidade recebeu 40.072 doses.