Polícia cogita hipótese de menino Miguel ter sido jogado do prédio; entenda

A possibilidade de Miguel ter sido jogado ganhou mais força depois que vídeos mostrando o local da queda foram postados nas redes sociais. Neles é possível observar as grades, alturas e tudo o que a perícia já havia constatado nas visitas ao local

Comentar
Compartilhar
14 JUN 2020Por Da Reportagem12h04
O menino Miguel Otávio, de 05 anos.Foto: Reprodução/Redes Sociais

A Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) também trabalha com a hipótese do menino Miguel Otávio, de 05 anos, ter sido jogado do 9º andar do prédio em Recife. Ele estava sob os cuidados da patroa da mãe, Sarí Corte Real, quando foi deixado sozinho no elevador e teria ido até o andar de onde caiu. Segundo a linha de investigação o garoto encontraria dificuldades para chegar até o local de onde acabou caindo.

A primeira hipótese trabalhada pelos policiais ainda é a da queda acidental. Porém, a perícia identificou que a mureta onde Miguel teria pulado para ter acesso ao local onde ficavam os equipamento de ar condicionado tem 1,20 metro de altura e o menino tinha 1,15 metro. Além disso, ele teria que caminhar por cima dos aparelhos e escalar outra grade de 1,30 metro. Essa feita de hastes de alumínio.

“A princípio, ele tentou escalar e caiu lá de cima de forma acidental. Mas as investigações não estão conclusas. Falta comprovar se é possível ele ter caído sozinho”, disse o perito criminal André Amaral, em entrevista à revista Época. 

A possibilidade de Miguel ter sido jogado ganhou mais força depois que vídeos mostrando o local da queda foram postados nas redes sociais. Neles é possível observar as grades, alturas e tudo o que a perícia já havia constatado nas visitas ao local.

A investigação segue e nos próximos dias outros moradores e funcionários do prédio serão ouvidos.

*Com informações do IG