X

Brasil

Paul McCartney envia e-mail a deputado apoiando Segunda Sem Carne em SP

O projeto previa que às segundas-feiras não haveria consumo de alimentos à base de proteína animal nas instituições públicas do Estado

Estadão Conteúdo

Publicado em 25/01/2018 às 04:31

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Na mensagem, o ex-Beatle cumprimenta o deputado Feliciano Filho pela proposta e encoraja Alckmin a implementá-la / Alexandre Macieira/Riotur/Fotos Públicas

O músico britânico Paul McCartney mandou um e-mail ao deputado estadual Feliciano Filho, do PSC de São Paulo, manifestando seu apoio ao projeto do parlamentar de adotar a "Segunda Sem Carne". O projeto, que previa que às segundas-feiras não haveria consumo de alimentos à base de proteína animal nas instituições públicas do Estado, foi vetado pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB). O envio da mensagem foi confirmado ao Broadcast Agro (serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado) pelo escritório do "Meat Free Monday", instituição sem fins lucrativos fundada por Paul, Mary e Stella McCartney em 2009 e que busca reduzir o consumo de carne no mundo.

Na mensagem, o ex-Beatle cumprimenta o deputado pela proposta e encoraja Alckmin a implementá-la. "A produção de carne em grande escala cria efeito estufa prejudicial, esgota recursos preciosos para níveis cada vez menos sustentáveis e é um dos causadores do aquecimento global", afirma McCartney. "Nós, do Meat Free Monday, oferecemos nosso apoio", diz ele.

A mensagem chegou até o deputado após a decisão de Alckmin. Na resposta ao músico, Feliciano disse que vai "continuar lutando para derrubar este veto e implantar a Segunda Sem Carne e uma alternativa de refeições mais saudáveis em nosso Estado".

O projeto de Feliciano, aprovado na Câmara no fim do ano passado, gerou polêmica entre políticos e indústria. No veto, publicado no Diário Oficial do Estado do dia 19, o governador pontua que "a imposição, ainda que por um dia, de uma dieta/regime alimentar que, na verdade, representa verdadeira 'filosofia de vida', pela via legislativa, encontra limites no direito à liberdade, expressamente garantido a todos pela Constituição Federal".

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Política

TSE manda Damares retirar vídeos que acusam governo Lula de incentivo ao crack

O magistrado deu 24 horas para que as plataformas removam o conteúdo, por "propaganda eleitoral antecipada negativa"

BOLSONARO IRRITADO

Internautas colocam 'Tchutchuca do Centrão' no topo do Twitter

Após presidente se irritar ao ser chamado de 'Tchutchuca do Centrão', termo se torna o mais comentado do Twitter nesta quinta; veja reações

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software