Nunca faturei tanto como agora na pandemia, diz atriz pornô brasileira

A atriz fatura mais de 100 mil por mês com o entretenimento adulto virtual

Comentar
Compartilhar
09 ABR 2021Por Da Reportagem18h16
A atriz Emanuelly Raquel.A atriz Emanuelly Raquel.Foto: Reprodução/Redes Sociais

Todos sabemos que a crise do Covid-19 vem afetando muitos negócios e empresas, desde 2020, mas um mercado que parece não ter sofrido com a crise, foi o entretenimento adulto.

As famosas modelos estão aproveitando o momento do isolamento social para se exibem nas redes e assim compartilharem seus conteúdos sexuais. E quem não perdeu a oportunidade é a atriz Emanuelly Raquel que faz parte de uma das 5 mil produtoras de conteúdo com seu perfil na internet.

A morena chegou a ser uma sensação pesada no Xvideos em nosso país e ganhou a atenção merecida e conta que nunca faturou tanto como agora na pandemia:

"Antes da quarentena eu ganhava cerca de R$ 30 a R$ 50 mil reais, e hoje em dia eu praticamente dobrei o meu faturamento com as redes." afirma a atriz.

Esse tipo de entretenimento está disponível no Brasil desde 2010, mas só agora por causa da pandemia teve um crescimento de 300 mil novos assinantes se comparado ao mesmo período do ano passado.

A rede social Instagram por exemplo, é usada por muitas pessoas para exibirem seus corpos, mas a rede social possui regras onde se proíbe o nudez, e então assim Emanuelly Raquel encontrou uma outra forma de se fazer renda de dinheiro nos últimos meses.

"O consumo do meu conteúdo para os seguidores se torna mais exclusivo, sendo conteúdos pagos. Pois o fã de certa maneira, pode participar da vida da sua pornstar predileta", comenta Emanuelly Raquel.

A atriz também produz conteúdos além do Instragam para outras redes como: Youtube, Tik Tock, Onlyfans, Pornhub, Xvideos e ManyVids.

"É uma plataforma interessante e voltada apenas para o público adulto. É uma maneira de rentabilizar o conteúdo de uma maneira mais rápida e segura", completa.

Diante de um cenário de pandemia, onde ninguém pode sair de casa, a comunicação ficou apenas no virtual e a necessidade de se distrair durante a pandemia é enorme.