Nível de água no Cantareira aumenta entre a primeira e a segunda semana de 2017

O boletim mostra que o volume armazenado no sistema alcançou hoje 78,1% da capacidade, ou 48,8% se desconsiderado o volume morto, que só pode ser utilizado com bombeamento

Comentar
Compartilhar
16 JAN 2017Por Estadão Conteúdo00h30
O volume das represas do sistema Cantareira subiu na segunda semana do ano se comparado ao nível de água registrado até o dia 8 de janeiroFoto: Fotos Públicas

O volume das represas do sistema Cantareira subiu na segunda semana do ano se comparado ao nível de água registrado até o dia 8 de janeiro, conforme balanço da Companhia de Saneamento de São Paulo (Sabesp) deste domingo, 15.

O boletim mostra que o volume armazenado no sistema alcançou hoje 78,1% da capacidade, ou 48,8% se desconsiderado o volume morto, que só pode ser utilizado com bombeamento. Há uma semana, o nível de água estava em 75,1%, ou 45,8% quando se descontado o volume reserva. 

A incidência de chuvas acumuladas no Cantareira entre os dias 9 e 15 do mês chegou a 121,8 milímetros e, no mês, o volume pluviométrico foi de 154,3 milímetros. A média para janeiro, segundo a Sabesp, é de 262,6 mm. 

Ainda segundo balanço da companhia, o volume armazenado no sistema Alto Tietê chegou a 45,1% neste domingo. Já no Guarapiranga, o nível de água está em 74,4%, enquanto no sistema Alto Cotia está em 101,1%. Os mananciais do sistema Rio Grande atingiram volume acumulado de 87,6% da capacidade e as represas do Rio Claro chegaram a 94,9%.