Não está no horizonte visível uma nova greve, diz Marun

Marun disse que o governo cumpriu suas promessas e que mantém diálogo permanente com a categoria

Comentar
Compartilhar
04 SET 2018Por Folhapress00h30
O ministro Carlos Marun (Secretaria de Governo) afirmou nesta segunda-feira (3) que o governo não vislumbra a possibilidade de nova paralisação dos caminhoneiros num curto prazoO ministro Carlos Marun (Secretaria de Governo) afirmou nesta segunda-feira (3) que o governo não vislumbra a possibilidade de nova paralisação dos caminhoneiros num curto prazoFoto: Agência Brasil

O ministro Carlos Marun (Secretaria de Governo) afirmou nesta segunda-feira (3) que o governo não vislumbra a possibilidade de nova paralisação dos caminhoneiros num curto prazo.

"Não está no horizonte visível uma nova greve. O bom senso deve prevalecer."

A declaração aconteceu depois de a UDC (União dos Caminhoneiros do Brasil) ter divulgado nota neste fim de semana afirmando que os caminhoneiros farão uma mobilização em todo o país após o feriado da Independência (dia 7 de setembro).

A entidade acusa o governo de não ter cumprido o prometido em relação ao preço do diesel, que na última sexta-feira (31) teve reajuste de 13%.

Marun disse que o governo cumpriu suas promessas e que mantém diálogo permanente com a categoria. Ele diz que, contudo, não há nenhuma reunião específica agendada para tratar do tema. 

"Não trabalhamos com essa hipótese [de nova paralisação]. Entendemos que hoje em dia essa questão de fake news, de pós-fake gera situações dramáticas como essa [de expectativa de nova mobilização]."

O ministro disse ainda que a única pendência sobre o caso é uma ação no STF (Supremo Tribunal Federal) que questiona a constitucionalidade do tabelamento do frete, uma das medidas anunciadas pelo governo para acabar com a paralisação de junho.

Ele diz que, contudo, o governo espera que a Justiça reconheça como legal o ato do governo.