Mulher dá voadora em invasor que tentou a assediar enquanto ela gravava dança; vídeo

No registro, é possível ver que suspeito conseguiu passar por porta de vidro que estava entreaberta e tentou agarrar mulher, que revidou

Comentar
Compartilhar
23 FEV 2021Por Da Reportagem16h00
Mulher chegou até mesmo a aplicar voadora em homem que tentou a assediarFoto: Reprodução / Facebook

Uma mulher sofreu uma tentativa de ataque dentro de sua própria casa no município de Paranaguá, no Paraná, durante esta segunda-feira (22). Toda a ação foi registrada por ela porque no momento em que o invasor entrou na sua residência, ela gravava um vídeo de dança.

Segundo a enfermeira Angela Maria Gonçalves, ela estava usando o celular para registrar a si dançando na sala de casa. Para evitar que outras pessoas vissem o que ocorria, ela deixou a porta de vidro parcialmente fechada, o que impede que as pessoas vejam o que se passa dentro do local à distância. Apesar disso, um homem percebeu que a mulher estava aparentemente sozinha enquanto dançava e invadiu o quintal da residência da vítima.

Em sua postagem, Angela afirma que ficou confusa inicialmente, mas rapidamente percebeu a intenção do homem e decidiu revidar para defender não apenas a si, mas também a sua filha, de apenas 11 anos, que estava com ela em casa no momento da ocorrência.

"Homem espia, invade minha casa, cachorro de dez anos não avança mas também não se alegra com a entrada do suspeito, tira os chinelos porque saberia que atrapalharia os atos dele, sorri pra me confundir como se fosse um conhecido e vem ao meu encontro pra me abraçar. Eu tinha que fazer o que? Passar cafezinho pra ele?", escreveu indignada.

Logo após o homem invadir o local, Angela revida com tapas e ainda consegue perseguir o suspeito até a área externa por onde ele mesmo havia entrado. Nas imagens, é possível ver que ela desferiu até mesmo uma voadora no homem, mas conseguiu colocá-lo para longe de sua casa.

"Esse indivíduo é total estranho, quem me dera conhecer pra poder relatar pra polícia o nome e endereço dele, quem me dera. O vídeo é estranho sim. Eu nunca havia visto uma situação dessas também. Se fosse com você, mulher, criança, o que fariam? Como reagiram? Iriam abraçar ele também? Gente, isso é muito sério e ele não foi preso", explicou.

As imagens rapidamente viralizaram e Angela afirma que ainda tenta identificar seu agressor. Até a conclusão desta matéria, ele ainda não havia sido identificado ou preso.