X

Brasil

Médicos poderão ser deslocados para municípios que não tiveram adesão

Ministro da Saúde disse que possibilidade está em estudo

Agência Brasil

Publicado em 27/11/2018 às 04:30

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Ministro da Saúde, Gilberto Occhi, disse que há possibilidade de deslocamento de médicos do Mais Médicos / Agência Brasil

O Ministério da Saúde estuda deslocar médicos que já integram o programa Mais Médicos para locais que não tiverem a adesão de novos profissionais, informou o ministro Gilberto Occhi. O período de inscrição para o preenchimento das vagas deixadas pelos médicos cubanos vai até o dia 7 de dezembro. Apenas com o fim do prazo, o ministério comunicará o que será feito para que a população não fique sem atendimento.

“A gente pode propor um deslocamento de médicos do programa. Lembramos que o programa tem 18 mil médicos trabalhando e apenas 8,5 mil vagas dos cubanos”, disse o ministro. “Poderemos, sim, identificar a possibilidade de remanejar algum médico. São hipóteses que só vamos trabalhar depois do dia 7 [de dezembro]”, enfatizou.

De acordo com o último balanço divulgado pela pasta, até as 12h de ontem (26), 97,2% das vagas do novo edital do programa Mais Médicos já haviam sido preenchidas. Segundo o ministério, 8.278 médicos já estavam alocados no município para atuação imediata. Os profissionais têm até 14 de dezembro para entregar todos os documentos exigidos no edital no município onde atuarão. No total, 223 médicos se apresentaram nas unidades básicas de saúde.
Desistências

Occhi disse que a pasta estará atenta para substituir os profissionais que deixarem os postos escolhidos antes de assumirem, caso haja necessidade. Aqueles que deixarem o programa poderão ter que devolver o custo da passagem e os auxílios que receberem para poderem se fixar no município.

Segundo Occhi, não há nenhuma obrigatoriedade para os profissionais permanecerem nos locais escolhidos. “Caso surja a vaga, temos que repô-la para o atendimento à população”. Para repor essas vagas, os médicos que se inscreverem no programa, mas que não forem efetivados por falta de vaga no local escolhido, poderão ser acionados.

As inscrições para a nova seleção do programa seguem até 7 de dezembro por meio da página www.maismedicos.gov.br . O site, de acordo com o ministério, está estável. Podem participar profissionais formados no Brasil ou com diploma estrangeiro revalidado.

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Nacional

Armado com uma espada, homem invade hospital e ataca segurança; assista

Apesar do ataque, o segurança não ficou ferido e retirou o agressor da unidade médica

Cotidiano

Vacinação da gripe será antecipada para março

A estratégia costuma acontecer entre os meses de abril e maio, mas, neste ano, terá início no dia 25 de março, devido a uma "antecipação da circulação de vírus respiratórios"

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter