X
Brasil

Marinha tenta recuperar destroços de avião que caiu em Paraty

A aeronave chocou-se contra a água durante uma tentativa de pouso no aeroporto da cidade

Acidente aéreo em Paraty matou cinco pessoas / Reprodução/Twitter Aeroagora

Mergulhadores da Marinha retomaram ontem os trabalhos para tentar levar à superfície os destroços do avião que caiu no litoral de Paraty, na tarde de quinta-feira (19). A aeronave chocou-se contra a água durante uma tentativa de pouso no aeroporto da cidade. Cinco pessoas estavam a bordo, entre elas, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, e todas elas morreram no acidente.

Segundo a assessoria de imprensa da Marinha, o trabalho continua e precisa ser feito com cuidado para que não haja danos ao avião, cuja recuperação é essencial para a investigação das causas do acidente. Esse trabalho é feito pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa).

A Marinha está isolando a área do acidente com embarcações. O navio patrulha Oceânico Amazonas presta apoio com pessoal e material.

Dois corpos já foram entregues pelo Instituto Médico Legal (IML) de Angra dos Reis aos familiares: o de Zavascki e o do dono da aeronave, o empresário Carlos Alberto Filgueiras. A Polícia Civil não está divulgando informações sobre os corpos das outras três vítimas: o piloto Osmar Rodrigues, a massoterapeuta Maíra Panas e a mãe dela, Maria Panas.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Educação

Gabarito oficial do Enem 2021 é divulgado; saiba como acessá-lo

Segundo o edital, a nota final dos candidatos só será divulgada em 11 de fevereiro

Santos

Plano de prevenção para período de chuvas é iniciado em Santos

Ação da Defesa Civil ocorre até 30 de abril de 2022 e vai distribuir informativos, orientar a população dos morros e aumentar o número de funcionários

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software