Márcio França assume governo do Estado e anuncia dois secretários

São eles: Clóvis Vasconcelos, que assume a pasta de Comunicação, e Mauricio Juvenal, em Planejamento

Comentar
Compartilhar
06 ABR 2018Por Da Reportagem20h25
Governador ressaltou a tradição e a longa trajetória dos paulistas, que sempre contribuíram com o paísFoto: Divulgação/Governo de São Paulo

O governador Márcio França tomou posse nesta sexta-feira (6) em cerimônia realizada na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. França substitui Geraldo Alckmin, que governou o Estado desde 2011. Tão logo assumiu o posto de governador, França anunciou dois novos secretários. São eles: Clóvis Vasconcelos, que assume a pasta de Comunicação, e Mauricio Juvenal, em Planejamento. Ambos são santistas e jornalistas.

Após assinar o termo de posse e fazer o juramento à Constituição, o governador discursou na tribuna de honra do Legislativo e ressaltou a tradição e a longa trajetória dos paulistas, que sempre contribuíram com o país nos momentos mais decisivos da história.

“O Brasil nunca pôde falar que de São Paulo não partiram as soluções para os seus problemas. Nesse instante, estou convicto que de São Paulo, mais uma vez, vão sair soluções importantes para o Brasil.”

Na sequência, Márcio França e a primeira-dama, Lúcia França, seguiram para o Palácio dos Bandeirantes, onde foram recebidos com honras militares. Na cerimônia na sede do governo paulista, o ex-governador Geraldo Alckmin saudou o governador destacando sua lealdade e dedicação ao desenvolvimento do Estado de São Paulo, e ressaltou que ainda há muito a entregar à população.

“Essa missão cabe agora às boas e competentes mãos do, a partir de hoje, governador Márcio França. Márcio foi um companheiro leal e presente em todos os momentos importantes deste meu governo, desde 2015. Continuará a ser. Sabe o que faz e, tenho certeza, fará um belo e grande trabalho”, afirmou Alckmin.

Depois de receber o pavilhão do Estado, simbolizando a transmissão do cargo, França voltou a discursar e exaltou a lealdade ao governador Geraldo Alckmin e ao seu legado. O governador destacou, ainda, que trabalhará para que todos possam ter as mesmas oportunidades, com igualdade e justiça.

“Que o futuro seja sempre melhor do que foi antes, que todos possam acreditar mais no que são do que no que têm. Que a lei sirva a todos e que não privilegie ninguém. Que as decisões mais importantes possam vir do voto do povo, que a tolerância e a generosidade possam vencer de novo.  Que digam com orgulho que moram em uma pátria amada e gentil. Que não fujam da luta e que nunca desistam do Brasil”, disse França.

Por fim, o governador e a primeira-dama seguiram para o hall nobre do Palácio dos Bandeirantes, onde receberam os cumprimentos das pessoas que acompanharam o evento.

Conheça Márcio França

Advogado, professor, vereador, prefeito, deputado federal, secretário de Estado e vice-governador.

Márcio França nasceu em Santos a 23 de junho de 1963. Ele é casado há 36 anos com a educadora Lúcia, com quem teve dois filhos: a pedagoga Helena e o advogado e deputado estadual Caio França. É avô de Enzo e Laura.

Começou sua carreira política como líder estudantil na Faculdade de Direito de Santos. É filiado no PSB há 30 anos, seu único partido. Foi presidente do PSB no Estado de São Paulo e secretário Nacional do partido.

Depois de atuar como Servidor do Poder Judiciário e na advocacia, se elegeu vereador por dois mandatos em São Vicente (1989-1996). Em 1997 foi eleito prefeito, quando abriu mais de 80 creches, levou asfalto e drenagem para bairros sem acesso, promoveu a inclusão digital e um Programa de Alistamento Civil, que abrigou jovens de 18 anos em situação de vulnerabilidade, dando-lhes remuneração, treinamento, disciplina e dignidade. A iniciativa tirou São Vicente da posição de terceira cidade mais violenta do Estado. Incentivou o turismo, a geração de empregos, ampliou o transporte público e a rede de ensino. Em 2000 foi reeleito prefeito com 93,1% dos votos válidos.

Em 2004 elegeu o sucessor com 84% dos votos.

Foi eleito e reeleito deputado federal (2007 a 2014). Coordenou duas campanhas para Presidência da República, sendo que, na última, sofreu o impacto da perda do seu amigo, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, num trágico acidente aéreo em Santos.

Foi depois convidado pelo governador Geraldo Alckmin a criar e assumir a Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo, onde implantou programas turísticos de acesso à população.

Foi depois convidado pelo Geraldo Alckmin para ser o vice na sua chapa de reeleição. Ambos foram eleitos no primeiro turno, com 12,2 milhões de votos. O então governador também designou França para assumir a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, responsável pelas universidades USP, UNICAMP, UNESP, Famema, Famerp, Centro Paula Souza e o maior centro de fomento à pesquisa do País, a Fapesp, que, juntas, abrigam mais de 450 mil alunos.

Márcio França ampliou a Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp), criando polos em 240 cidades do estado. São cursos com aulas gravadas com professores da USP, UNICAMP, UNESP e Paula Souza.