Mãe de homem que foi preso vestido de mulher ao fazer prova de direção já foi reprovada três vezes

Informação é da presidente da Comissão Avaliadora do Detran de Rondônia

Comentar
Compartilhar
12 DEZ 2019Por Folhapress19h05

A mãe de Heitor Márcio Schiave, 43, preso maquiado e disfarçado ao tentar fazer a prova prática de direção no lugar dela, foi reprovada no exame três vezes somente este ano.

A informação é da presidente da Comissão Avaliadora do Detran de Rondônia, Aline Mendonça. Como o homem apresentou a identidade original da mãe, ele foi questionado pelos policiais sobre por que teria feito tudo aquilo para tentar fazer a prova.

A funcionária do Detran conta que ouviu a explicação do suspeito: "Ele disse que furtou os documentos da mãe, foi até a autoescola, imprimiu e pagou a taxa do reteste, sem ela saber de nada, que tudo foi planejado por ele mesmo. Acho que teve pena da mãe ter reprovado três vezes".

No dia do flagrante, foi o dono da autoescola onde ele fez a inscrição se passando pela mãe que alertou o Detran de que algo estava errado.

"Achei que ela estava embriagada, em um primeiro momento. Como tinha muita gente para avaliar, deixei ela por último. Quando percebi que a aluna na verdade era um homem, resolvi dar andamento normal na prova e esperar que a Polícia Militar tomasse as providências", disse Aline.

Schiave foi indiciado pelos crimes de falsidade ideológica e tentativa de estelionato. O suspeito ficou preso durante a tarde e a noite da terça-feira (10). Na manhã da quarta, foi liberado pela Justiça.

A reportagem não conseguiu localizá-lo nem à mãe dele.