X
Brasil

Homem procura a polícia após ser removido de grupo no Whatsapp

Segundo a polícia o "excluído" disse que participava do um grupo oficial de um sindicato de sua categoria, e a remoção ocorreu após ele ter dado a sua opinião sobre determinado assunto

Reprodução/Internet

Parece piada, mas não é. Um homem de 39 anos procurou a polícia após ter sido removido de um grupo no Whatsapp. O caso ocorreu em Dourados, Mato Grosso do Sul. 

Segundo a polícia o "excluído" disse que participava do um grupo oficial de um sindicato de sua categoria, e a remoção ocorreu após ele ter dado a sua opinião sobre determinado assunto. A retaliação teria partido do presidente da entidade que, ao discordar do seu ponto de vista, o removeu.

No boletim de ocorrência o homem pediu preservação de direito, já que, segundo ele, é garantido por lei que todos formarem suas opiniões, mesmo que outros não concordem. E, por se tratar de um grupo oficial, sua permanência teria sido abusivamente vetada.

Já pensou se a moda pega?

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram e mantenha-se bem informado.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Política

Lula celebra fim do caso tríplex e ataca Moro

A juíza Pollyanna Alves, da 12ª Vara Federal Criminal de Brasília, arquivou o processo contra o ex-presidente em decisão tomada nesta quinta-feira (27). Na ação, o ex-presidente era acusado de lavagem de dinheiro e corrupção

Polícia

130 kg de cocaína são apreendidos durante operação no Porto de Santos

A droga só pôde ser acessada com o auxílio de mergulhadores

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software