Homem é preso com munição sem documentação e bandeira nazista em Várzea Paulista

Empresário alegou que era colecionador; polícia encontrou fotos de Hitler no local e arsenal com apologia ao nazismo

Comentar
Compartilhar
28 MAI 2020Por Da Reportagem17h00
Uma bandeira nazista e fotos de Hitler também foram encontradas no localFoto: DIVULGAÇÃO/POLÍCIA CIVIL

Nesta quarta-feira (27), um homem de 65 foi preso com um arsenal que fazia apologia ao nazismo em uma empresa em Várzea Paulista, no interior de São Paulo. Segundo o delegado Marcel Fher, da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (DISE), os policiais estavam apurando uma denúncia sobre uma base de criminosos.

Na empresa de equipamentos para construção civil, os agentes encontraram várias armadas espalhadas em gavetas do escritório. Quatro revólveres, três espingardas, um fuzil e uma pistola foram apreendidos.

Uma bandeira nazista e fotos de Hitler também foram encontradas no local. O homem alegou que era colecionador.

“Vimos que ele tem uma certa fissura pela 2ª Guerra Mundial e disse que ama o Hitler. Agora, vamos trabalhar para ver como ele conseguiu essas armas, inclusive de uso restrito”, explicou o delegado.

O homem foi encaminhado ao Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista. Ele foi preso em flagrante por porte ilegal de armas e munição de uso restrito, sem direito à fiança.