Governo derruba liminar e leilão do pré-sal será realizado

A suspensão foi obtida em ação conjunta entre o PT, a CUT e sindicatos, que entraram com pedidos em diversos estados

Comentar
Compartilhar
27 OUT 2017Por Folhapress13h01
Nos leilões, a ANP vai oferecer oito áreas do pré-sal por R$ 7,75 bilhõesFoto: Fotos Públicas

O governo derrubou liminar que impedia a realização de dois leilões do pré-sal marcados para esta sexta (27) no Rio. A suspensão foi obtida em ação conjunta entre o PT, a CUT (Central Única dos Trabalhadores) e sindicatos, que entraram com pedidos em diversos estados.

A liminar foi concedida no Amazonas, pelo juiz Ricardo Sales, da 3ª Vara Cível da Justiça Federal de Manaus. Ele argumentou que os valores cobrados pelas áreas são baixos e que a lei que pôs fim à exclusividade da Petrobras no pré-sal apresenta "vício constitucional".

Nos leilões, a ANP vai oferecer oito áreas do pré-sal por R$ 7,75 bilhões. É o primeiro leilão do pré-sal desde 2013, quando o governo ofereceu a área de Libra.

A ANP qualificou 17 empresas, entre elas algumas das maiores petroleiras mundiais, como Exxon, Shell e Total.