X
Brasil

Frente fria derruba temperatura, e São Paulo tem madrugada mais fria do ano

Essa queda na temperatura ocorre em decorrência de uma frente fria que chegou à cidade na última segunda (17)

Amanhã o sol aparece e favorece a elevação das temperaturas ao longo do dia, com termômetros oscilando entre 13°C e 27°C / Fotos Públicas

Os paulistanos acordaram nesta quarta-feira (19) sentindo mais frio. Isso porque a cidade de São Paulo teve a madrugada mais fria do ano: a temperatura média mínima foi de 14,3°C. Até então, a noite mais fria do ano na capital paulista havia sido no mês passado, em 21 de março, quando chegou a 15°C.
As menores temperaturas absolutas foram registradas nas regiões de Capela do Socorro (11,1°C), Parelheiros (13,3ºC) e Jabaquara (13,4°C), na zona sul, e nos bairros da zona leste, como Itaim Paulista, Itaquera e Vila Prudente, que atingiu 13,7°C.

Os dados foram coletados a partir das estações meteorológicas espalhadas por São Paulo do CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências), ligado à prefeitura. A medição oficial da temperatura da cidade é feita pelo Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia).

Essa queda na temperatura ocorre em decorrência de uma frente fria que chegou à cidade na última segunda (17). Michael Pantera, meteorologista do CGE, alerta que São Paulo pode ter nesta quinta (20) uma madrugada tão fria quanto a desta quarta.

"Os ventos úmidos e frios que sopram de sudeste aumentaram a sensação de frio. É uma condição comum para a época do ano, especialmente após a passagem de sistemas frontais como a que ocorreu pelo litoral do Estado de São Paulo no começo dessa semana", afirma Pantera.

A queda na temperatura fez aumentar a preocupação com os moradores de rua. Por isso, o órgão decretou desde as 20h10 desta terça (18) estado de atenção para baixas temperaturas na cidade, quando a sensação térmica em São Paulo é inferior a 13°C.

Abaixo dos 10ºC, é decretado estado de alerta. Os decretos servem como um alarme para a Defesa Civil, que age para coordenar o encaminhamento dos moradores de rua a abrigos.

O sol aparece entre nuvens nesta quarta (19) e, com isso, deve diminui um pouco a sensação de frio, mas as temperaturas máximas não devem superar os 24°C. No final da tarde a nebulosidade volta a aumentar e as temperaturas entram em gradativo declínio, porém, não há previsão de chuvas significativas para a capital paulista.

Próximos dias

Na próxima quinta (20), o sol aparece e favorece a elevação das temperaturas ao longo do dia, com termômetros oscilando entre 13°C e 27°C. No final da tarde, segundo o meteorologista do CGE, a nebulosidade aumenta com a chegada da brisa marítima, entretanto não há previsão de chuva para a Grande São Paulo.

Segundo o meteorologista do Inmet, Ernesto Alvim, devem ocorrer pancadas de chuvas na sexta (21), feriado de Tiradentes, devido à passagem de uma segunda frente fria, que vem da Argentina, passa pelo Mato Grosso do Sul e chega a São Paulo na própria sexta (21).

Além das fortes chuvas, ela deve provocar uma nova queda na temperatura na capital paulista. De acordo com o CGE, os termômetros variam entre mínimas de 14°C e máximas podem superar os 26°C. 

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Vem Aí

Guarujá sedia 5ª edição do Conexidades de 7 a 11 de junho

Evento ocorrerá das 7 às 19 horas e é uma realização da União dos Vereadores do Estado de São Paulo (Uvebs)

Novidade

Sabesp disponibiliza atendimento pelo WhatsApp para clientes residenciais

Aplicativo de mensagens recebe consultas sobre débitos, pedidos de segunda via da conta e registros de falta d'água, vazamentos ou qualidade da água

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software