Feriado estadual de 9 de julho está mantido

Por conta do feriado, o funcionamento do transporte público, de bancos, do comércio, dos correios e de supermercados pode sofrer alterações

Comentar
Compartilhar
05 JUL 2021Por Gazeta de S. Paulo13h00
Por conta do feriado, o funcionamento do transporte público, de bancos, do comércio, dos correios e de supermercados pode sofrer alteraçõesPor conta do feriado, o funcionamento do transporte público, de bancos, do comércio, dos correios e de supermercados pode sofrer alteraçõesFoto: Cesar Conventi/FotoArena/Folhapress

O feriado estadual da Revolução Constitucionalista de 1932, comemorado na próxima sexta-feira (9), está mantido no Estado. A data ficou de fora da antecipação de feriados do calendário feita em março pela Prefeitura de São Paulo.

Em março, o então prefeito Bruno Covas publicou no dia 19 daquele mês um decreto que antecipou cinco feriados. Foram antecipados para a semana de 26 de março a 4 de abril as datas comemorativas de Corpus Christi (2021), Consciência Negra (2021), aniversário de São Paulo (25 de janeiro de 2022), Corpus Christi (2022) e Consciência Negra (2022).

A situação foi diferente em 2020, quando de fato o feriado de 9 de julho havia sido antecipado como medida para conter a covid-19 - na época os feriados foram antecipados pelo Estado.

MUDANÇAS NOS HORÁRIOS

Por conta do feriado, o funcionamento do transporte público, de bancos, do comércio, dos correios e de supermercados pode sofrer alterações.

De acordo com a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), não haverá atendimento nas agências bancárias na data. Como de costume, as áreas de autoatendimento ficarão disponíveis para os clientes, bem como os canais digitais e remotos de atendimento, como internet e mobile banking.

As contas de consumo (água, energia, telefone etc.) e carnês com vencimento em 9 de julho poderão ser pagos, sem acréscimo, no próximo dia útil, na segunda-feira (12). Normalmente, os tributos já vêm com datas ajustadas ao calendário de feriados nacionais, estaduais e municipais.

Já os boletos bancários de clientes cadastrados como sacados eletrônicos poderão ser pagos via Débito Direto Autorizado (DDA).