Fátima Bernardes revela que é favorável à legalização das drogas e do aborto

Apesar de apoiadora, a apresentadora do Encontro com Fátima Bermardes (Globo) salientou que jamais usou drogas

Comentar
Compartilhar
21 JUN 2020Por Folhapress13h30
Fátima Bernardes, 57.Foto: Reprodução/Redes Sociais

Desde que deixou a bancada do Jornal Nacional, em 2011, Fátima Bernardes, 57, vem mostrando sua opinião sobre diversos assuntos. Nesta semana ela se declarou favorável à descriminalização das drogas. "É um assunto com prós e contras, mas sou a favor da legalização. Além de frear o tráfico e diminuir a violência, facilitaria o uso medicinal da maconha, um tema que enfrenta preconceito".

Apesar de apoiadora, a apresentadora do Encontro com Fátima Bermardes (Globo) salientou que jamais usou drogas. "Sou bem careta. Nunca tomei um copo de chope na vida. No máximo bebo um pouquinho de vinho socialmente. Mas acredito firmemente no direito de escolha das pessoas para sua própria vida", disse em entrevista à Veja.

Fátima também se posicionou favorável à legalização do aborto, pelas mesmas razões que defendeu a descriminalização das drogas. "Pessoalmente, com a estrutura que sempre tive em família, não faria. Mas ninguém tem o direito de decidir sobre as opções do outro", contou, revelando que se vê feminista, principalmente por sempre ter lutado pelo próprio espaço. 

"Quando fui fazer o Jornal da Globo, por exemplo, as apresentadoras não narravam gol. Eu era louca por futebol e consegui mudar isso", relembrou.

Sincera, Fátima contou que aplica botox desde os 42 anos e que envelhecer não é fácil. "Sou feliz, gosto de mim como estou, é bacana olhar para trás e ver tudo o que aconteceu, mas fisicamente, no dia a dia, percebo as mudanças. A pele que eu tinha não volta, não tem jeito. 

Não fiz plástica ainda porque tenho medo de não me reconhecer depois. Quando me olhar no espelho e ficar triste, vou fazer, sim", pontuou.

Sobre o relacionamento com o deputado federal Túlio Gadêlha, 32, a apresentadora afirmou que, embora a relação seja maravilhosa, eles não pensam em oficializá-la. "A gente não fala nessa possibilidade. Seria complicado porque ele trabalha em Brasília e vive em Pernambuco, e o programa e meus filhos estão no Rio", disse.

Ela também falou sobre os comentários que recebeu no início do relacionamento com o político por conta da diferença de idade de 25 anos entre os dois. "No começo, fiquei surpresa. Quando conheci o Túlio, por intermédio de uma amiga, estava numa fase de organizar a vida após um casamento de 26 anos. Naquele momento, estava mais preocupada em entender o que eu sentia do que com o que falariam. A maioria das manifestações foi de aprovação, mas claro que tem gente que não aceita. Não me abalei. Optei por ser feliz", concluiu.