Falha em inscrições do Sisu pode ter afetado até 600 mil jovens, diz MEC

As inscrições para o Sisu, começadas nesta segunda, seguem até as 23h59 da próxima quinta (1º) e deve ser feita apenas pela internet

Comentar
Compartilhar
29 MAI 2017Por Folhapress19h01
O ministério afirma não ter o número exato de afetados, mas disse que o problema já foi resolvidoFoto: Divulgação

 A falha que afetou as inscrições do Sisu, na manhã desta segunda-feira (29), pode ter prejudicado até 600 mil candidatos, segundo estimativa do MEC. O ministério afirma não ter o número exato de afetados, mas disse que o problema já foi resolvido.

As inscrições para o Sisu, começadas nesta segunda, seguem até as 23h59 da próxima quinta (1º) e deve ser feita apenas pela internet. Ao todo, são ofertadas 51.913 vagas para cursos que começam no segundo semestre deste ano.

Alguns jovens, no entanto, receberam mensagens de login e senha inválidos ao tentarem fazer a inscrição, devido a um problema de sincronização entre as bases de dados do MEC e do Inep, responsável pelo exame do Enem, cuja a nota é usava no processo de seleção do Sisu. Por conta disso, os candidatos estão sendo orientados a alterarem a senha no site do Inep.

Durante a inscrição, cada candidato pode escolher até duas opções de curso e poderá alterá-las ao longo do processo ou até cancelar a sua inscrição. O sistema somente considerará válida a última inscrição confirmada.

Estudantes de qualquer lugar do país podem se inscrever nas instituições de ensino que aderiram ao programa. O candidato, no entanto, tem que ter feito a prova do Enem em 2016 e tirado nota acima de zero na redação.

Nesta edição de meio de ano, o Sisu oferece vagas para 1.462 cursos. O Estado com mais instituições com vagas disponíveis é Minas, seguido por Rio, Bahia e Rio Grande do Sul. Veja aqui a lista completa de cursos e instituições.

O resultado será divulgado em 6 de junho e os candidatos selecionados poderão efetuar suas matrículas na instituição para a qual foram selecionados entre os dias 9 e 13 do mesmo mês. A convocação dos candidatos em lista de espera será feita pela própria instituição, a partir de 26 de junho.