X
Brasil

Evangélicos tentam pregar a palavra no Cordão do Bola Preta, no Rio

À frente dos carros de som, os religiosos orientavam o público sobre a salvação.

O "Bola Preta" é um tradicional bloco carnavalesco da cidade e atraí milhares de foliões. / Fotos Públicas/Divulgação

Um grupo de religiosos aproveitou a concentração de pessoas durante o carnaval do Rio para evangelizar. Eles levaram pelo menos quatro estandartes gigantes, com frases sobre Deus e Jesus, para o Cordão do Bola Preta, no Centro do Rio, cujo desfile começou por volta das 10 horas deste sábado (10) e deverá arrastar uma multidão de 1,5 milhão de pessoas. 

À frente dos carros de som, os religiosos orientavam o público sobre a salvação. De um lado se lia "As 'igrejas' são uma fraude Por favor, busque a Jesus. Escape do inferno". Do outro lado: "Deus vê a tua dor. O Jesus vivo te fala no Novo Testamento".

Na frente da Assembleia Legislativa, do Rio, um dos pontos pelo qual passa o desfile do Bola Preta, enquanto o público vibrava com a passagem do bloco, os religiosos alertavam sobre as "falsas igrejas". "O mundo é cheio de loucura e desespero. Até as 'igrejas' são falsas. Venha sozinho a Jesus. Ele veio por nós pecadores" e "Se somente você sabia (sic) o quanto Deus te ama", dizia o estandarte dos dois lados. 

Atrás dos carros de som, eles orientavam: "Busque a Jesus", "Você precisa de Jesus, não de uma 'igreja'", "Atrás de um cara feliz, escondemos um coração triste. As 'igrejas' não tem (sic) resposta. Comece de novo e descubra o Jesus".

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Polícia

Polícia prende dois homens suspeitos de tráfico de drogas em São Vicente

Os agentes estavam em um patrulhamento preventivo pela Rua Antônio Luís Barreiros, no bairro Japuí, quando encontraram dois homens na trilha do surfista

Tragédia

Homem de 23 anos morre afogado ao tentar buscar bola de futebol no mar

Segundo informações do Grupamento de Bombeiros Marítimos (GBMar), o afogamento aconteceu na Praia Preta

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software