Eduardo Suplicy critica Michel Temer e João Doria

Ele classificou o ato como 'um dos maiores que já viu no Largo da Batata desde as Diretas Já, apesar de o governo estar tentando minimizá-lo'

Comentar
Compartilhar
29 ABR 2017Por Folhapress04h30
Eduardo Suplicy (PT-SP) compareceu à manifestação que aconteceu no Largo da BatataEduardo Suplicy (PT-SP) compareceu à manifestação que aconteceu no Largo da BatataFoto: Reprodução/Facebook

O vereador Eduardo Suplicy (PT-SP) compareceu à manifestação que aconteceu no Largo da Batata, em Pinheiros, nesta sexta-feira (28), e criticou o governo de Michel Temer.

Ele classificou o ato como "um dos maiores que já vi no Largo da Batata desde as Diretas Já, apesar de o governo estar tentando minimizá-lo". "Se o governo Temer quiser pacificar a população, lutará por eleições diretas não em 2018, mas já no outubro próximo", disse.

Suplicy ainda criticou o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB). "Ao chamar manifestantes e grevistas de vagabundos, ele desrespeita quem pensa diferente", afirmou.

"Querer proibir contraria o bom senso", disse sobre o veto municipal ao ato de 1º de Maio na avenida Paulista.

"Durante o governo [Fernando] Haddad, a Paulista foi palco de vários atos pró e contra o impeachment. Nunca ele quis impedir."

O vereador contou que tentou ligar para Doria para discutir o tema. "Ele não respondeu, mas o secretário municipal de Governo, Julio Semeghini, telefonou", disse.