Dólar cai a R$ 5,33, menor nível desde janeiro

Desde meados de abril o real engatou melhora em ritmo mais intenso

Comentar
Compartilhar
29 ABR 2021Por Estadão Conteúdo20h15
No fechamento, o dólar à vista encerrou a quinta-feira com queda de 0,47%, a R$ 5,3365No fechamento, o dólar à vista encerrou a quinta-feira com queda de 0,47%, a R$ 5,3365Foto: Reuters/Reprodução

O dólar operou a maior parte do dia com oscilações contidas, firmando queda apenas perto do fechamento, para encerrar no menor nível desde 20 de janeiro. A moeda norte-americana operou volátil, alternando altas influenciadas pelo exterior, em dia de pressão nos juros longos americanos, e baixas com relatos de fluxo externo vindo para o Brasil, refletindo a semana com empresas abrindo capital, como a Boa Safra Sementes e a Caixa Seguridade, captações externas e na sexta-feira, 30, a privatização da fluminense Cedae.

No fechamento, o dólar à vista encerrou a quinta-feira com queda de 0,47%, a R$ 5,3365. No mercado futuro, o dólar para maio, que vence na sexta e tem liquidação na segunda-feira, tinha leve baixa de 0,04% às 17h40, a R$ 5,3450, mas chegou na mínima a cair a R$ 5,32.

Desde meados de abril o real engatou melhora em ritmo mais intenso que seus pares, saindo de níveis acima de R$ 5,60 para R$ 5,33 hoje, destaca a analista de moedas e emergentes do Commerzbank, Melanie Fischinger. Até então, ao contrário, o real vinha sendo em 2021 uma das piores moedas de emergentes.

Enquanto divisas pares do Brasil voltaram a patamares de antes de pandemia, ou ao menos a números próximos, o real ainda está bem distante, cita Fischinger.