X
Brasil

Depois de 155 anos, Diário Oficial da União deixa de ter versão impressa

O acesso passará a ser feito exclusivamente pela internet, o que é um marco de modernidade para o governo

Após 155 anos, a versão em papel do Diário Oficial da União deixará de existir / Reprodução

Após 155 anos de existência da versão em papel do Diário Oficial da União (DOU), o governo decidiu suspender a impressão do documento a partir de 1º de dezembro. O acesso passará a ser feito exclusivamente pela internet, o que é um marco de modernidade para o governo, disse nesta quinta-feira, 30, o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, que participou da cerimônia que marca o fim da versão impressa do DOU.

Segundo dados do governo, a maioria dos leitores da imprensa oficial já acessa o conteúdo pela internet. São 700 mil acessos online ao mês, enquanto a versão impressa circula com tiragem de 6 mil exemplares por dia.

Padilha destacou que a medida vai trazer economia para o País e também impacto positivo para o meio ambiente. Isso porque o governo deixará de consumir 60 toneladas de papel por mês ou 720 toneladas por ano, a um custo estimado de cerca de R$ 204 mil mensais ou R$ 2,5 milhões anuais. Além disso, deixarão de ser consumidos 32 milhões de litros de água por mês para a impressão oficial, o equivalente a pouco mais de oito piscinas olímpicas. "Isso é um grande exemplo e um salto ecológico", afirmou.

"Esse dia de hoje é histórico por tudo que o Diário Oficial representa. Edição de hoje tem 608 páginas, mas chegamos ao Guiness (livro de recordes) com 2.112 páginas há 20 anos. Agora, podem ser publicadas com quantas páginas forem necessárias sem custo. Temos que buscar outros recordes para nossa imprensa nacional", disse Padilha.

Durante o evento, a Imprensa Nacional assinou acordo de cooperação para permitir o uso de ferramentas tecnológicas da Microsoft na leitura e processamento do Diário Oficial da União (DOU). A ideia é aprimorar a pesquisa e usar métodos de inteligência artificial para trabalhar nos dados. O órgão também recebeu pelo Ministério do Meio Ambiente certificado de adesão à agenda ambiental da Administração Pública (A3P).

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Guarujá

Prazo é prorrogado e munícipes podem aderir ao Refis até 25 de fevereiro

Programa possibilita o parcelamento e isenção de multa e juros em 100% para quem pagar as dívidas em até cinco parcelas; munícipe pode fazer a transação on-line sem precisar sair de casa

Danos Morais

Santos: condomínio é condenado a pagar indenização por expor imagens de trabalhadores como 'ladrões'

A fake news com a imagem da dupla circulou pelas redes sociais e chegou a viralizar, trazendo uma grande preocupação em torno de uma possível retaliação

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software