David Uip recomendou a Mandetta uso de cloroquina contra coronavírus na rede pública

O médico tem sofrido ataques em redes sociais por não dizer se foi ou não tratado com a cloroquina ou a hidroxicloroquina

Comentar
Compartilhar
08 ABR 2020Por Folhapress20h00
David Uip foi curado após ter sido infectado pelo coronavírusFoto: Divulgação/Governo do Estado

O coordenador do comitê de controle do coronavírus em São Paulo, o médico David Uip, recomendou ao ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, a distribuição da cloroquina na rede pública do país. A informação foi dada pelo governador João Doria (PSDB) nesta quarta (8).

David Uip, curado após ter sido infectado pelo coronavírus, tem sofrido ataques em redes sociais por não dizer se foi ou não tratado com a cloroquina ou a hidroxicloroquina, medicamentos para malária que entrou no debate após políticos como o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, ou dos Estados Unidos, Donald Trump, defenderem seu uso para o combate à Covid-19 mesmo sem evidências concretas de que ele seja efetivo.

O cardiologista Roberto Kalil assumiu nesta quarta que foi tratado com o medicamento da infecção pelo novo vírus.

Doria abriu entrevista à imprensa defendendo Uip, Kalil e também Mandetta. "Que país é esse onde o confronto através das redes sociais é feito para destruir a reputação de pessoa?", afirmou. "Atacar médicos não salva a vida de ninguém."