X
Brasil

Cúpula mundial vai debater, em São Paulo, combate a hepatites virais

A promoção, que ocorre de dois em dois anos, é uma iniciativa conjunta Organização Mundial da Saúde

A Cúpula Mundial de Hepatites, que começa nesta quarta (1º) em São Paulo e termina na sexta (3), vai debater o progresso da agenda mundial de combate a hepatites virais e sua eliminação. A promoção, que ocorre de dois em dois anos, é uma iniciativa conjunta da OMS (Organização Mundial da Saúde) e da Aliança Mundial contra a Hepatite, com um país anfitrião diferente em cada edição. As informações são da Agência Brasil.

Ministros da saúde de países que integram a OMS, cientistas e especialistas em saúde pública, além de grupos da sociedade civil, discutirão a eliminação das hepatites virais, responsáveis por mais de 1 milhão de mortes por ano no mundo, além de mais de 300 milhões de pessoas que estão cronicamente infectadas pelas hepatites B ou C.

Após a adoção da GHSS (Estratégia Global do Setor de Saúde) da OMS sobre as hepatites virais em maio de 2016 -que incluiu a meta de eliminação até 2030 das hepatites virais como ameaça à saúde pública-, a cúpula vai discutir os últimos avanços e as políticas de saúde pública necessárias para atingir essa meta.

Eliminação de mortes

Diante do desenvolvimento global de antivirais altamente eficientes contra a hepatite C e de crescentes taxas de cobertura de vacinação e de tratamento para a hepatite B, o otimismo sobre a eliminação de mortes e da contaminação tem aumentado entre os especialistas, de acordo com a organização da cúpula.

A programação inclui atualizações sobre as últimas tendências no combate contra as hepatites; novos dados sobre o progresso dos países para atingir os objetivos de eliminação propostos pela OMS; E aumento do acesso aos medicamentos contra a hepatite C e os novos preços dos medicamentos genéricos.

O evento, além de divulgar novos dados globais sobre hepatites em crianças, ainda pretende debater o desafio do diagnóstico, já que, em todo o mundo, cerca de 300 milhões de pessoas infectadas com hepatites B e C ainda não foram diagnosticadas.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Polícia

Câmera registra 1º caso de PMs de SP matando suspeito desarmado

Existem ainda outros dois casos semelhantes em andamento sendo analisados, mas ainda sem conclusão

Santos

Gran Bazar edição de Natal acontece neste fim de semana em Santos 

Encontro de empreendedores irá contar com atrações para crianças e adultos neste sábado (4) e domingo (5)

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software