X
Brasil

Crescem as vendas de imóveis residenciais novos em São Paulo

No acumulado de janeiro a outubro, houve alta de 20%, com as vendas de 14.791 imóveis

De janeiro a outubro, foram lançados 13.724 apartamentos residenciais / Arquivo/DL

O número de apartamentos novos vendidos na cidade de São Paulo, em outubro, aumentou 8,9% sobre setembro último e superou em 31,5% os negócios fechados em igual mês do ano passado, com o escoamento de 1.981 unidades. No acumulado de janeiro a outubro, houve alta de 20%, com as vendas de 14.791 imóveis.

Os dados são da pesquisa mensal do Sindicato da Habitação (Secovi). Com base na apuração da Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio (Embraesp), a entidade informou que o ritmo de lançamentos, no entanto, não acompanhou o da comercialização. Foram lançadas 2.257 unidades, apenas 0,2% maior do que em setembro e 20,8% inferior aos lançamentos de outubro de 2016 (2.849 unidades).

De janeiro a outubro, foram lançados 13.724 apartamentos residenciais, 3,5% superior ao registrado no mesmo período do ano passado (13.265 unidades). A maioria dos lançamentos de outubro foram de unidades com um e dois quartos.

Os imóveis na planta, em construção e prontos para morar, à venda, em outubro, somaram 18.817 unidades, resultado dos lançamentos dos últimos três anos. A quantidade ficou 1,8% abaixo da registrada em setembro (19.169) e 23,4% menor em relação a igual mês de 2016 (24.575).

Em nota, o Secovi informa que o setor vem se recuperando com “crescimento consistente nas vendas durante os últimos meses”.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Política

Caso de mulher detida após xingar Bolsonaro será investigado em inquérito, decide Justiça

A decisão acata pedido do Ministério Público Federal (MPF), que apura suposta abordagem indevida e abusiva dos policiais rodoviários federais e policiais federais

Polícia

Morre homem baleado pela esposa em Praia Grande

Bruno Piva Júnior, de 52 anos, foi atingido na altura do pescoço e o projétil se alojou na região do tórax; ele deixou uma filha de 11 anos, resultado de um relacionamento anterior cuja mãe já faleceu

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software